O Jogo do Amor/"Ódio!" - Sally Thorne

quinta-feira, 6 de setembro de 2018
Ano: 2017
Páginas: 400
Editora: Universo dos Livros


Sinopse: Sally Thorne surge na cena literária apresentando um ambiente de trabalho hilário e sensual em uma comédia sobre aquela conhecida linhazinha tênue entre o amor e o ódio. Lucy Hutton e Joshua Templeman se odeiam. Não é desgostar. Não é tolerar. É odiar. E eles não têm nenhum problema em demonstrar esses sentimentos em uma série de manobras ritualísticas passivo-agressivas enquanto permanecem sentados um diante do outro, trabalhando como assistentes executivos de uma editora. Lucy não consegue entender a abordagem apática, rígida e meticulosa que Joshua adota ao realizar seu trabalho. Ele, por sua vez, vive desorientado com as roupas coloridas de Lucy, suas excentricidades e seu jeitinho Poliana de levar a vida. Diante da possibilidade de uma promoção, os dois travam uma guerra de egos e Lucy não recua quando o jogo final pode lhe custar o trabalho de seus sonhos. Enquanto isso, a tensão entre o casal segue fervendo, e agora a moça se dá conta de que talvez não sinta ódio por Joshua. E talvez ele também não sinta ódio por Lucy. Ou talvez esse seja só mais um jogo.

Quando pedi esse livro pela parceria com a Universo dos Livros, achei que ia gostar bastante da leitura. Eu já tinha namorado ele quando encontrei o livro em inglês e quando descobri que tinha sido lançado por aqui, não poderia deixar de ler. E agora que finalmente li... Bom, vou explicar o que encontrei nele.


Para explicar quem é Lucinda Hutton e Joshua Templeman, preciso explicar o motivo de existir uma história entre os dois. Lucy trabalhava na editora Gamins e Joshua na editora Bexley. Quando as duas começam a desmoronar e ficam à beira da falência, percebem que juntas podem voltar com tudo para o ramo editorial. Por isso, agora são a Bexley & Gamin.

E é aí que Lucy e Josh entram. Os dois são assistentes executivos dos donos das duas companhias. Eles passam o dia inteiro sentados um na frente do outro, fazendo pirraça se odiando o dia inteiro. Eles se provocam em diversos tipos de jogos e para Lucy, esses joguinhos são muito importantes. No jogo da encarada, por exemplo, ela não se permite rir. Aliás, ela não se permite gastar seus sorriso com um homem tão ruim quanto Joshua.
"Tenho 28 anos e parece que caí pelas rachaduras do céu e do inferno e fui parar no purgatório. Uma sala de aula do jardim da infância. Um hospício."
Quando os dois descobrem que uma vaga acima da deles será aberta e que eles são as grandes apostas dos chefes, os jogos ficam ainda piores. Lucy vai dar de tudo para se sair bem na entrevista e ficar com a vaga, enquanto Josh vai fazer a mesma coisa. Os dois vão precisar sobreviver aos ataques e ignorar alguns sentimentos novos para lutarem pela vaga. Qual dos dois sairá vencedor?


Vamos lá. Pensem em um livro com um clichêzão, mas que ganha seu coração rapidinho? Foi assim pra mim. A autora tem uma escrita bem leve e divertida, que me fez sorrir e aproveitar a leitura do começo ao fim. Tem um lado sexy, mas que não é erótico e que é super bem trabalhado durante as páginas. Não vi nenhuma cena que ficou jogada ou sobrou e isso foi muito bom.

Os personagens foram muito bem trabalhados, mas senti falta de ter o ponto de vista de Joshua. Teria ficado ainda mais divertido se ele desse suas próprias observações em algumas situações e acho que teria levado um <3 de preferido.

Mas podemos ver que Lucy é uma mulher apaixonada por seu trabalho e que gosta de agradar todo mundo. Apesar de estar distante de seus pais, os momentos família deles são muito lindinhos e deu pra ver que o amor entre eles é enorme. Joshua é apresentado por Lucy como um homem trabalhador, frio, malvado e que bota medo em todo mundo. Aos poucos, ela vai percebendo e nos mostrando outros lados dele.

É o livro certo para quem gosta de ver troca de farpas entre os dois protagonistas. Como eu sou amante desse estilo, nem preciso falar que me pegou de jeito, né? Sendo sincera, nas primeiras páginas achei que eu não ia gostar muito do livro. Já tinha começado a bufar e brigar comigo mesma por ter escolhido esse livro. Mas conforme as páginas foram passando, percebi que tinha julgado com pouquíssimas páginas lidas e que estava completamente errada.


Apesar das 400 páginas, foi uma leitura muito rápida. Li tudo em um pouco mais do que um dia. Só parei para dormir (porque precisava) e mesmo assim fui reclamando mentalmente que eu talvez conseguiria ter lido mais alguns capítulos.

Tenho algumas ressalvas para fazer que me incomodar um pouco, mas não o suficiente para diminuir minha nota ou meu gosto pelo livro. O grande problema criado pela autora, demorou MUITO para ser resolvido, tanto que achei que não teria uma resolução. E quando foi resolvido, achei meio "ah tá...". E também o pouco desenvolvimento dos personagens secundários. Os protagonistas são ótimos e levam bem a trama nas costas, mas seria legal conhecer um pouco mais dos outros.

Além disso, eu queria ter visto mais da vivência dos dois enquanto eles se odiavam completamente, antes de Lucy começar a ouvir a opinião dos outros e de tentar entender o motivo deles se odiarem tanto. Acho que teria sido ainda melhor, acompanhar esse ódio crescendo entre eles.
"Aqui está um fato: odiar alguém é desgastante."
Mesmo com esses pontos que poderiam ser melhores, não tenho como negar que foi uma leitura ótima e que vai agradar quem gosta do gênero. Digo sem medo que esse livro poderia ter mais umas 200 páginas e eu ainda acharia pouco <3


A diagramação do livro segue o padrão da editora: fonte de tamanho bom, espaçamento legal e as páginas são amareladas. O que mais gosto nos livros da Universo é que ele abre bastante e não marca a lombada, ou seja, sonho na terra. A capa me agradou bastante e é bem chamativa.

O Jogo do Amor/"Ódio" é uma leitura rápida, fofa, cativante, clichê e muito divertida. É aquele tipo de livro que no começo já sabemos o final, mas que agrada tanto que é impossível não indicar. Os pensamentos de Lucy são engraçados e nos prende até a última página. Vale muito a leitura <3

Compre na Amazon



Mari Zavisch
24 anos. Jornalista, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
16 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

16 comentários:

  1. Oi Mari! Apesar das ressalvas que vc cita eu realmente fiquei interessada! Adoro quando os protagonistas trocam farpas! E acabei de ler Fica Comigo que foi indicação sua e gostei bastante, vou seguir mais uma vez sua dica!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari
    Eu estou louquíssima por esse livro desde que saiu. É o tipo de clichê que eu simplesmente amo, apesar das ressalvas. Com toda certeza quero ler, ainda mais com essa capa lindona.
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari,
    Eu consegui esse livro no dia do livro em que a Amazon fez um um evento de troca.
    Está novinho, mas ainda não tive a oportunidade de ler, tomara que consiga ainda esse ano.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mari! Tudo bom?
    Eu queria muito ter gostado desse livro, mas não rolou :/
    Achei os personagens meio... superficiais. Nada neles me convenceu realmente. E os clichês de hate to love também não (pra hate to love não me conquistar, ela fez muito errado pra mim!)
    Que bom que tu curtiu <3

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gostei da sua postagem, sempre estou visitando seu blog e lendo suas postagens.. Seu blog está salvo em meus favoritos..

    Parabéns!

    Amo seu blog ❤️..

    Meu Blog: Luiza

    ResponderExcluir
  6. OI, Mari
    Que bom que a leitura é leve e divertida.
    Eu não li esse, mas vejo muita gente comentando.
    Por sinal, adorei suas fotos.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, Mari! Tudo bem?
    Apesar dos pontos que você colocou não tão positivos, eu fiquei curioso com essa história. A capa me convida, o título também e a Sinopse. Espero poder ler em breve.

    Bjão,
    Diego França ~
    | Blog Vida & Letras ~
    www.vidaeletras.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu fiquei aqui morrendo de curiosidade pra saber o desfeche dessa história super interessante!
    Beijos
    www.silalmeida.com

    ResponderExcluir
  9. Oiii Mari

    Eu fiquei com preguicinha de ler porque vi que eram muitas páginas eu não tinha certeza de se me cansaria da constante troca de farpas entre os personagens. Eu até curto mas até certo limite, então foquei meio com o pé atrás em se iniciar o livor ou não. Ainda pretendo ler ele em algum momento, mas por enquanto ainda prefiro deixar quem sabe pras férias quando rola mais tempo pra ler com calma.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, Mari.
    O enredo é muito clichê. Eu gosto desse jogo de gato e rato quando os diálogos são bem escritos, se não fica meio insuportável hehe. Mas pelo o que você falou acho que eu vou gostar bastante. É daqueles livros enormes que a gente lê super rápido porque se envolve com a história. Se der vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Oi
    essa é a primeira resenha que leio e acabei de ficar sabendo desse livro, quando entrei em um blog e ele estava na resposta de uma tag, parece ser uma história gostosa de se ler que iria gostar muito de conhecer,

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Mari

    Eu sequer tinha visto a capa por aí! É a primeira vez que a vejo e a primeira resenha que leio.
    Que bom que você curtiu mesmo com as pequenas ressalvas. Eu, como curto essa coisa de love-hate, acho que iria gostar do livro. Só achei esse título meio estranho. Hehehe

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Mari!

    Primeiramente, as suas fotos ficaram maravilhosas, amei demais! O tom vermelho do livro com o branco no fundo de contraste ficou um sucesso <3 e ahhhh, esse livro!! Só pela sinopse eu já imaginava que ia gostar, mas não imaginava o quanto. Você achou a Lucy tarada demais? As vezes me dava nos nervos ela se jogando nele. Na minha cabeça eu mandei ela sossegar o fogo umas dez vezes hahahaha mas o Josh, que amorzinho de homem, impossível não se apaixonar por ele <3 adoreei a resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Mari! Eu super ADOREI esse livro demais! Com certeza é um livro que eu faria releitura se tivesse esse costume... demorei um pouco a me conectar com os personagens e concordo que o desenlace demorou um pouco a acontecer, mas simplesmente apaixonante quando tudo começa a fluir, os personagens são envolventes demais! Adorei adorei adorei e super recomendo também!
    Ah, e concordo que se o livro tivesse mais páginas não me cansaria de ler... aliás, eu gostaria de um epílogo gigante para essa história, hahaha!
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Nossa, tem 400 páginas esse livro? Não imaginava! Adorei saber que é uma leitura fluída, adoro!!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo