Disgrace - Brittainy C. Cherry

domingo, 30 de setembro de 2018

Ano: 2018
Páginas: 402
Editora: Brittainy C Cherry

Sinopse: Todos os dias eu rezava para o meu marido me amar novamente.Depois de dezessete anos juntos, ele foi embora, para os braços de outra.
Eu não sabia como lidar com isso. Não sabia mais o meu valor. Eu não sabia existir sem ele do meu lado.
Tudo o que eu queria era que ele voltasse para mim.
Então, Jackson Emery apareceu.
Ele deveria ser uma distração para a minha cabeça. Um caso de verão. Um sopro de confiança para o meu coração machucado.
Éramos perfeitos um para o outro, porque ambos sabíamos que não iria durar.
Jackson não acreditava em compromisso, e eu não acreditava mais no amor. Ele era muito fechado para mim e eu muito danificada para ele.
Tudo estava bem, até que uma noite o meu coração pulou uma batida.
Eu não esparava que ele me fizesse rir. Que me fizesse pensar. Que sumisse com a minha tristeza.
Quando nosso tempo acabou, meu coração não sabia como se afastar.
Todos os dias eu rezava para o meu marido me amar de novo, ainda assim, aos poucos, minhas rezas começaram a mudar para o homem que não era certo para mim.
Eu rezava por mais um sorriso, mais um beijo, mais uma risada, mais um toque...
Eu rezei para que ele fosse meu.
Mesmo sabendo que o coração dele não era destinado a amar.

Em uma daquelas buscas loucas no Kindle Unlimited, vi essa capa. Para variar, imaginei que se tratava de um livro cheio de erotismo e muitas cenas de sexo. Então, li a sinopse. Por alguns momentos fiquei na dúvida, mas acabei enfrentando para saber do que se tratava. E não me arrependi nadinha!



Gracelyn Mae é uma mulher quebrada. Seu coração está despedaçado e parece que não conseguirá mais voltar a ser o que era: seu casamento acabou e tudo por culpa de seu marido que foi trabalhar em outra cidade e a traiu com outra mulher.  Para fugir das memórias e se reerguer, ela decide passar o verão na sua cidade natal.

Assim que chega, seu carro perde o freio e é salva por Jackson, o homem que é considerado o monstro da cidade. Enquanto ela tenta fugir da imagem perfeita que sua mãe quer que ela mostre e de todas as fofocas que correm sobre ela, Jackson só quer ficar em paz.
"Era incrível como a tragédia poderia mudar uma pessoa para sempre."
Duas almas quebradas e sofrendo vão se encontrar e fazer de tudo para se tornarem inteiras novamente. Ao longo dessa estrada de descoberta e perdão, segredos serão revelados e voltar a ser completo pode parecer muito mais difícil do que antes.


Essa não é a primeira resenha em que vou dar esse aviso, mas prestem muita atenção agora: ESQUEÇAM ESSA CAPA. Eu não entendo o motivo para escolherem capas que desvirtuam tanto o tema de um livro, tanto que eu mesma achei que se tratava de um livro erótico, mas não. Ele é muito mais do que isso!
"O amor era uma emoção confusa que não andava em linha reta. Funcionava em ondas e loops de altos e baixos. Era uma emoção maluca que poderia de alguma forma ainda existir em meio ao desgosto e à traição."
Esse não é o meu preferido da autora, mas ele me trouxe tantos sentimentos que em alguns momentos eu não sabia nem o que pensar. Não sabia se eu torcia para um ou para o outro, se eu queria que a alegria ou a tristeza reinasse hahaha Senti como se as dores dos personagens fossem minhas e eu senti todas as dúvidas deles.

Esse não é um livro muito pequeno, mas li em pouquíssimo tempo. Pude encontrar nele temas como bullying, traições, acusações, perdão, recomeços, autoconhecimento, redenção e amor. Aliás, é um daqueles amores que vai crescendo conforme as páginas vão passando e nada parece forçado.
"Essa foi a maior diferença entre os dois homens que estavam na minha frente.
Finley sempre me enjaulou.
Jackson me permitiu voar ."
Grace foi a personagem que tinha uma bagagem que mais me deixou com raiva. Não raiva dela, mas de sua família. Ela é filha do pastor da cidade e nasceu acreditando que precisava ser perfeita, agradar a todos e não dar margem para que alguém falasse de sua família. Por isso, quando as interações com a sua mãe começaram, eu me senti injustiçada por ela. Eu queria gritar e bater o pé com aquela mulher, pois tudo o que saia de sua boca era um absurdo.

Porém, ao mesmo tempo em que quis dar um murro na sua mãe, Grace cresceu e evoluiu de uma maneira linda. Ver sua mente se transformar e se abrir, foi uma das maiores satisfações desse livro. E a melhor parte é que podemos acompanhar tudo sem pressa e em um ritmo muito bom.

Agora pensem numa pessoa injustiçada na vida. Esse alguém é Jackson. Vocês já ouviram falar que a pessoa é fruto de seu meio? Eu não conseguia pensar em outra coisa conforme fui conhecendo melhor esse homem. Depois de sua mãe ter morrido em um acidente de carro, seu pai perdeu o rumo da vida e se tornou alcoólatra. Os dois abandonaram a igreja e acabaram se tornando os párias da cidade. Com isso, Jackson se tornou o monstro carrancudo, o bad boy de poucos amigos que ninguém queria por perto. Ou seja, ele se tornou aquilo que esperavam que ele se tornasse. O falatório e as fofocas o tornaram aquele homem frio e sem coração que Grace conheceu.
"Em sua escuridão, encontrei a minha luz."
O que ajudou para que meu coração quebrasse e depois se aquecesse tantas vezes, foi o fato da autora escrever tudo em primeira pessoa. Intercalando os capítulos entre Grace e Jackson, foi fácil de sentir empatia pelos dois. Eu não poderia nunca ter dado menos do que cinco estrelas e espero que todos vocês tenham a oportunidade de sofrer junto com esses dois.


Eu li o livro em inglês e em e-book, por isso vou deixar a diagramação de lado dessa vez. Mas vou usar esse espaço para repetir: ESQUEÇAM ESSA CAPA. Foquem nas lições e nos temas que a autora aborda nesse livro. O livro contem cenas eróticas? Algumas, sim. Porém, não é o foco e nem tira a atenção do restante do conteúdo. 

Disgrace é um romance que trata de superação, perdão e recomeço de um jeito simples e lindo. Não existem a possibilidade de você ler esse livro e não sentir pelo menos algum sentimento crescendo dentro de você. Esse livro merece ser lido e aproveitado por todos os amantes do gênero e da autora <3 

Compre na Amazon



Mari Zavisch
24 anos. Jornalista, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
11 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

11 comentários:

  1. Oi, Mari
    Eu amo de todo coração a Brittainy, ela só faz livro foda e eu vi uma resenha sobre esse livro mas ainda não pude ler por ser em inglês, mas eu espero que alguma editora traga pra cá, vou ficar muito feliz se caso acontecer.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É difícil não focar na capa kkkkkkk, mas eu adorei a lição que o livro dá, parece ser muito interessante, eu também adoro ler livros "desconhecidos" porque quando as pessoas estão falando muito sobre o livro eu acabo quebrando a expectativa. Mas esse livro parece ser realmente bom, vou anotar na minha lista! Comprei um kindle recentemente então verei se acho nele também!
    Um beijo grande e muito GORDO
    https://thaissgalbiero.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Sim! Em primeira instância também achei que o livro era erótico só por causa da capa, haha.
    A resenha e o estilo do livro, me lembrou os livros da CoHo. Gostei da história de Disgrace, parece mesmo ter conteúdo e ser cheia de sentimentos.
    O que é Kindle Unlimited?
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  4. Estou vendo muitos livros serem lançados com essa capa e dar a impressão de serem eróticos, muita gente passa teto por isso, sendo que as histórias valem muito a pena. Não conhecia esse, mas já anotei a dica!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari. Li os três primeiros livros da série Elementos e pelo que pude ver, fazendo uma correlação com o livro da resenha, a autora está se tornando mestre em escrever romances dramáticos bem intensos. Eu adoro a forma que a Brittainy escreve e já fiquei curiosa pra conferir a história de Grace e Jackson. E sobre a capa, concordo contigo, achei bem apelativa e passa a ideia de ser um livro erótico ou focado nisso. Quando as editoras acertaram merecem o crédito e reconhecimento, mas também precisam saber quando não agradam.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari!
    Li Sr. Daniels da autora recentemente e gostei muito, quero ler outras obras dela sim!
    Não acho a capa desse livro feia, mas se n tem nd a ver com a história fica difícil msm, rs
    Tomara que alguma editora traga logo pra cá!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, Mari.
    Da autora eu só li Sr. Daniels e gostei da escrita, mas não da história hehe. E acho que não leria esse porque odeio esse negócio de pessoas quebradas que se curam um no outro. Eu não sei porque o povo insiste em colocar capas com homens seminus. Será que acham que não vai vender o livro se não for assim? Aff.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mari!

    A capa influencia total o leitor na decisão de embarcar na leitura ou não né. Ainda bem que você resolveu dar uma chance e se deparou com uma história repleta de temas importantes e de personagens que vão muito além do que imaginamos. Fiquei mega curiosa pra ler!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua resenha, o livro parece ótimo
    Beijos
    www.opsquerida.com.br/
    www.instagram.com/siteopsquerida/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mari!
    A Tami vive dizendo para eu ler esse livro. Um dia, quem sabe..
    Eu olho pra essa capa e só consigo me lembrar do Zac Efron.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Oi Mari, tudo bem?

    Eu nunca li nada da autora, mas sei que os personagens que ela constrói são sempre complexos, o que é muito bom! E de fato a capa engana bastante rsrrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo