O Chefão - Vi Keeland

segunda-feira, 28 de maio de 2018
Ano: 2018
Páginas: 300
Editora: Essência

Sinopse: 
Na primeira vez que vi Chase Parker não causei exatamente uma boa impressão. Eu estava escondida no banheiro de um restaurante, mandando mensagem de áudio para minha melhor amiga me salvar de um encontro horrível. Ele ouviu, disse que eu era uma canalha e começou a me oferecer conselhos não solicitados de namoro. Eu disse a ele que cuidasse de sua própria vida e voltei para meu encontro miserável. 
Ao passar pela minha mesa ele sorriu e eu assisti seu traseiro sexy e arrogante voltar para seu jantar. Não pude evitar trocar olhares com o idiota condescendente do outro lado do restaurante.
Quando o deslumbrante desconhecido e sua acompanhante apareceram de repente em nossa mesa, pensei que ele iria me denunciar. Mas, ao invés disso, ele fingiu que nos conhecíamos e se juntou a nós – contando histórias elaboradas e embaraçosas sobre nossa suposta infância. E, sem que eu me desse conta, meu encontro tedioso se tornou extremamente excitante.
Depois que nos separamos, não consegui parar de pensar naquele estranho que jamais veria novamente. Afinal, quais eram as chances de encontrá-lo de novo em uma cidade com oito milhões de pessoas?

O primeiro livro que eu li da autora, não me conquistou muito. Por isso, estava sem nenhuma expectativa quando fui ler esse. No final das contas, ele me tirou de uma ressaca brava e me agradou do começo ao fim.

Aliás, esse foi o motivo para eu começar um mês especial de romance e new adults. Minhas leituras de maio foram só desse gênero, então se preparem para um tsunami de amor no mês dos namorados hahaha


Reese é uma diretora de marketing muito bonita, inteligente e confiante. Seu único problema se chama Martin e está esperando por ela em uma das mesas do restaurante. Com o seu encontro indo de mal à pior, ela tenta entrar em contato com sua melhor amiga, Jules, para combinar um daqueles telefonemas falsos e ser salva de uma vez por todas dessa noite horrível. Porém, quando menos esperava, um homem aparece ao seu lado com muitas observações para dar.

Chase é um homem lindo e cheio de si. Assim que ouve as reclamações de Reese, ele fica inconformado com a forma que ela está usando para se livrar de seu encontro. A chama de fria e fala umas boas para ela entender que está sendo ridícula. Afinal, existem outras formas de melhorar a noite e de tentar mais um pouco. 

Depois de ouvir tudo o que aquele homem arrogante tinha para dizer, Reese volta para a sua mesa e vê enquanto o homem segue até sua mesa e seu encontro tão bonita quanto ele. Porém, tudo muda quando um tempo depois de um tempo dando espiadas estratégicas para ele, Chase e seu encontro param ao lado de sua mesa.

Ele se apresenta como um primo distante de Reese e se sentam em sua mesa. A partir daí, sua noite que estava um fracasso, se transformou em uma ótima noite. Depois desse momento tão inesperado, ela fica com Chase em sua cabeça, mesmo sabendo que nunca mais vão se ver... Até ela começar a trabalhar nas indústrias Park e perceber que Chase é seu novo chefe! Como os dois vão lidar com o fato de que precisam manter o profissionalismo, mas aquela tensão os acompanha por onde vão?


Eu nem preciso falar que esse livro é um clichê do começo ao fim, né? Só pela capa já sabemos que é um daqueles livros de trama leve, fácil, ótima para distrair e que é um bom concorrente a te tirar de ressacas literárias. Posso dizer que essa segunda leitura da autora, já foi mil vezes melhor! Aliás, depois desse livro resolvi fazer uma super maratona da autora e adorei.

Claro que também temos aquele momento dramático na trama. Chase Parker guarda um segredo sobre sua ex-namorada que pode atrapalhar tudo em sua vida, não só sua nova amizade/relacionamento com Reese. Quando a bomba explode, achei um pouco exagerado, mas dá pra relevar.

A narrativa é feita em primeira pessoa e os capítulos são intercalados pela visão dos dois personagens. Pela fato de ele ter um "segredo", também podemos acompanhar seu passado e o que aconteceu com sua ex-namorada. Apesar de eu querer pular esses capítulos em alguns momentos, pois estava me divertindo muito com eles no presente, achei que foram ótimos para entender mais sobre as decisões do rapaz.

Eu gostei muito dos dois personagens. Eles foram cativantes e eu só queria que tivesse mais momentos dos dois juntos e de Chase inventando histórias engraçadas sobre como se conheceram ou seus momentos juntos como primos distantes. A química entre eles é ótima e quando percebi, o livro já tinha terminado. Sem falar que existe um pouco daquele jogo de gato e rato que eu tanto amo entre os dois! <3

Meu único problema foi com o final. Ele foi um pouco acelerado e tem aquele tipo de drama que já vimos mil vezes e já sabemos o que vai acontecer no decorrer das páginas. Mas isso não foi o suficiente para tirar minha satisfação com o restante da leitura. Afinal, eu estava esperando não gostar do livro e adorei de verdade!


Não posso falar muito sobre a diagramação do livro, pois li em e-book. Mas posso dizer que gostei muito mais da capa brasileira do que da americana. Eu não sei o motivo, mas eles adoram colocar homens sem roupa nas capas, né? hahaha

O Chefão é um new adult com muito humor, cenas calientes na medida, personagens cativantes e uma ponta de drama para dar um up na trama. Apesar do final acelerado, foi uma ótima leitura e que serviu muito para me distrair. É aquela leitura despretensiosa, que quando menos se espera, te deixa imersa na trama! <3

Bom, espero que tenham gostado e se preparem, pois vou falar bastante sobre a autora por aqui. Nesse mês de maio, eu me dediquei aos romances/new adults e li muitos deles. Por isso, a pequena maratona de Vi Keeland hehe Espero que tenham gostado desse e me contem aqui nos comentários, ok? Beijinhos!

Compre na Amazon



Mari Zavisch
24 anos. Jornalista, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
21 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

21 comentários:

  1. OI Mari,
    HAHAHA realmente, sempre vejo os e-books na parte gringa da amazon, só os caras descamisados, cheio dos gomos...ô loko meu.
    Eu tenho muita curiosidade em ler algo da autora. Ela é bastante lançada por aqui. Vou guardar o nome desse, para caso minha primeira experiência também não seja tão boa.

    Ah os clichês haha outro dia eu li um livro lá da Amazon com essa mesma premissa, de chefe e contratada.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  2. Oiii Mari

    Um clichê bem trabalhado sempre me diverte, apesar de não ler muito New Adult (justamente porque acho que alguns extrapolam demais nas cenas calientes) tem vários titulos que me chamam a atenção. Eu acho que leria O Chefão, principalmente porque como vc disse na resenha as cenas mais hot são na medida e além disso possui até um toque de humor na trama, gosto disso. Vou anotar, quem sabe confira um dia.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari,
    Ser clichê não é um problema para mim. Na verdade, as vezes, os prefiro pq sempre são uma leitura segura para me tirar da ressaca literária, rs.
    Vou deixar o nome da obra anotado aqui ;)
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá, gosto dessas leituras pelo fato de serem diferentes das demais!
    Beijos, já estou seguindo o blog!
    Little Moon

    ResponderExcluir
  5. Eu amo clichês! Li algumas opiniões sobre esse livro e vi que ele é bem falado. Ainda não conhecia, mas já anotei a dica!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari, tudo bem? Primeiro: que delícia um mês de romances! Adoro! Eu quero ler um livro da Vi Keeland, "Engano Irresistível", pois ainda não tive a oportunidade de ler um livro dela. Gostei bastante da resenha e me interessei por "O Chefão", apesar dos clichês, acho que ele tem tudo o que eu gostaria em um livro, especialmente a capacidade de tirar o leitor de uma ressaca literária. Acho que isso já é um sinal de que a trama vai envolver o leitor de alguma forma. Anotada a dica.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari!
    Você sabe que eu amo um clichê né??? Anotei a dica desse aqui porque tem um tempinho que quero conhecer as obras da Vi.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Oi
    que bom que curtiu a leitura e que deu uma nova chance a autora, nem conhecia a autora, ler clichês é bom e só por isso me interessei por esse, parece ser bem envolvente.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari, quero o Tsunami já rsrsrsrs Vc sabe, amo esse tipo de livro! Infelizmente nunca li nada da autora, mas já me simpatizo de cara! Os personagens parece ótimos e não vou criar expectativas para o final rsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi Mari,

    Fico feliz que tenha curtido a leitura, confesso que a história em si não me atraiu no momento, mas não descarto para uma leitura futura.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mari
    Eu sempre quis ler um livro solo da Vi, mas ainda não tive oportunidade. Por ela ter a escrita parecida com a da Penelope, acredito que vou gostar da trama.
    Eu adoro um bom clichê e também estou passando por uma ressaca odiosa, tomara que eu consiga superar logo.
    Beijos!

    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá, Mari.
    Sempre vejo o povo falando dessa autora nos grupos do facebook. Mas ainda não li nada dele e não sei se lerei. Eu fujo dos livros do gênero. Acho que são muito parecidos e todos basicamente tem os mesmo enredos e personagens. Mas que bom que gostou.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Oi, Mari!

    Faz um tempinho já que não leio new adult, mas gosto bastante do gênero, então já anotei a dica. A história parece ser bem clichê mesmo, mas adorei a forma como os dois se conhecem, deve ser uma parte bem engraçada de acompanhar!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. É triste quando o final deixa a desejar, seja se passar muito rápido ou parecer que faltou algo..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Mari

    Adorei a sua resenha. O livro parece ser daqueles bem gostosos de se ler. Como adoro um bom romance, adoro clichês, e também gosto de uma pegada New Adult, estou considerando começar a ler esse livro. Estou desesperadamente precisando sair dessa ressaca literária que entrei. Não ando conseguindo ler nada ultimamente.

    Beijos!!
    Abobrinha com Chocolate

    ResponderExcluir
  16. fiquei curiosa com a resenha
    https://retromaggie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Nunca li nada dessa autora mas tenho muita curiosidade, sobretudo com esse livro =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  18. Oi (≧∇≦)/
    Sou do tipo que aceita começos rápido e histórias com finais demorados. O contrario me irrita porque sempre acho que o final merece bastante atenção. Apesar de claramente ser um clichê, como e disse, o final muito corrido me deixa com um pé atrás com a leitura. Não sei se leria
    Ótima resenha.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia a autora e fiquei super interessada nessa premissa bem doida hahahah já quero saber como o jantar se desenrolou. Adoro esse tipo de livro bem levinho que a gente acaba logo hahaha

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  20. Oi, Mari

    Que bom que esta sua nova experiência com a autora foi melhor! O gênero poderia ter clichê no nome, mas sabe que eu adoro? Tá certo que algumas coisas ficam meio batidas, como esses segredos que geralmente o carinha tem (já percebeu que em 99% das vezes é sempre o cara?), mas a gente finge que nem vê! hahhaha
    Gostei da maneira como eles se conhecerem e fiquei curiosa para saber como eles lidam com o fato dele ser o chefe dela quando ela começa a trabalhar na empresa dele! hahahah

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  21. Oie,
    Eu tenho gostado bastante do gênero, é viciante hahaha
    Não conhecia este, mas a história parece com alguns outros que já li: atraente desconhecido vira chefe e a tensão é demais para suportar, mas ninguém pode saber. Me interessei, mas jogaria para o fim da fila por causa disso. Mas fiquei curiosa para saber o segredo dele e a história com a ex.
    Beeijoo!!

    Grazy Carneiro
    Meus Antídotos

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo