outros jeitos de usar a boca - Rupi Kaur

quarta-feira, 28 de março de 2018
Ano: 2017
Páginas: 208
Editora: Planeta Brasil

Sinopse: 'outros jeitos de usar a boca' é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume –, o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos.

Eu não sou uma pessoa que lê muitos poemas. Na verdade, leio pouquíssimos. E não é porque odeio nem nada do tipo, eu só não sinto aquele prazer da leitura... Acho que me lembra muito a escola e quando era obrigada a analisar todos aqueles poemas, um atrás do outro. Mas depois de ouvir falar muito bem desse livro, achei que valia a pena dar uma chance e me surpreendi com a leitura!

O livro é divido em quatro partes: a dor, o amor, a ruptura e a cura. Em cada uma dessas partes, temos poemas que tratam de diversos temas e várias ilustrações que acompanham muito bem cada um deles. Dá pra perceber que essa obra foi usada como forma de mostrar situações reais e de mostrar a importância de cada uma delas. São sentimentos da forma mais crua possível e que pode fazer qualquer um se identificar com algum dos poemas.


O primeiro bloco é o mais doloroso de ler. Problemas familiares e amorosos podem ser encontrados nessa parte. Mas o que mais me tocou foram os poemas com teor abusivo e violento. Alguns deles eram sobre abuso sexual e a forma como as mulheres podem se sentir encurraladas em alguns momentos da vida. Dá pra perceber que a autora quis passar uma mensagem para todas nós e não tem como ignorar.

No segundo bloco, temos o amor em suas diversas formas. De forma simples e cuidadosa, a autora usou de poemas com cunho sexual para nos mostrar tudo o que o amor nos faz sentir. Não foi desrespeitoso e muito menos obsceno, já que ela usa muito o duplo sentido. Existe essa sensualidade em seus poemas, mas ao mesmo tempo ela trata do companheirismo, confiança e do consenso nesses momentos.
"ele diz
desculpe por eu não ser uma pessoa fácil
eu olho para ele surpresa
quem disse que eu queria fácil
eu não gosto de fácil
gosto de difícil pra caralho
"
No terceiro bloco temos alguns fins que o amor pode nos trazer. Ler sobre traições, a frieza no relacionamento, brigas, tentativas e erros foi importante. Nessa parte, parece que tudo aquilo que lemos no amor pode ser questionado e que sempre vai surgir algum problema nos relacionamentos.

E, por isso, o último bloco se tornou tão importante. A Cura está ali para nos mostrar que mesmo passando por todos os problemas e todas as pedras que podemos encontrar em nossos caminhos, sempre vai haver uma forma de dar a volta por cima. Foi um alívio chegar nessa parte e ver que as coisas podem ser resolvidas e terem um final feliz. A autora também celebra sua cultura e a mulher em suas diferentes formas. É lindo <3
"todos nascemos
tão bonitos
a grande tragédia é que nos convencem de que não somos"

Como vocês podem perceber, a autora usou de seus poemas para falar sobre assuntos pertinentes: as formas de abuso contra as mulheres, os prazeres sexuais femininos que são deixados de lado, as opressões, o fortalecimento e a capacidade de cura que temos. Esse livro é um ato feminista muito legal e que vale a pena ser lido.

Se eu amei todos os poemas? Não. Para ser sincera, alguns eu nem percebia que estava lendo, mas quando percebia isso, voltava e lia novamente para tentar absorver tudo o que a autora disponibilizou. Nem todos me tocaram e nem todos me fizeram refletir sobre algum tema específico. Mas no todo, a obra se mostrou forte e delicada ao mesmo tempo, me encantando de jeitos diferentes.

É uma leitura extremamente rápida e que só vai ser abandonada por pessoas que não gostam MESMO de poemas. Eu não estava com a versão física, mas amo essa capa e achei as ilustrações muito legais também. Elas dão aquele toque especial nos poemas.
"você fala demais
ele sussurra no meu ouvido
conheço jeitos melhores de usar essa boca"

outros jeitos de usar a boca é uma obra que atiça pelo título, encanta pelas ilustrações e surpreende pelo conteúdo. Um livro recheado de poemas sem muitas regras e que representa as mulheres de diversas formas. Eu, que não gosto de poemas, me surpreendi! Vale muito a leitura <3

Bom, espero que tenham gostado e me contem se já leram esse livro! Não esqueçam de deixar seus comentários por aqui. Beijinhos!

Compre na Amazon




Mari Zavisch
24 anos. Jornalista, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
15 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

15 comentários:

  1. Oi Mari,
    Eu já li esse livro e adorei.
    O título pode ser polêmico, mas traz reflexões muito bem vindas, é pesado e acho que em alguns casos, necessário.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Mari, tudo bem? O título me chama bastante atenção, faz muito tempo que não leio poemas e gostei da separação dos temas, principalmente a parte da ruptura. Acho normal vc não curti todos e de modo geral tem uma premissa bacana.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Quero muito muito muito ler esse livro justamente por não estar familiarizada com poemas sabe? Acho que vale a pena dar uma conhecida e já que falam tão bem, creio que nem dá pra se arrepender nem nada


    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mari! Tudo bom?
    Eu vi esse livro em vários blogs e fiquei bem curiosa com a premissa. Não gosto muito de poemas, infelizmente, mas talvez eu dê uma chance por causa do tema; parece empoderador!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Tenho muito amor por esse livro e o segundo da autora também!

    Eu fiz um post há poucos dias no Blog dando 5 dicas de livros nesse mesmo estilo. Todos valem a pena a leitura. Uns mais, outros menos, mas todos ótimos. Depois, se quiser, dê uma olhadinha!!!

    Amei sua resenha. Eu não consegui resenhá-lo. Só indiquei e fiz um breve comentário. Realmente me tocou bastante.

    Beijos, sua linda! <3

    http://www.aquelaepifania.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mari!
    Confesso que imaginei mil coisas com esse título e todas passaram longe da temática real oficial.
    Eu também não sou uma pessoa muito dada a poemas, mas estou tentada a dar uma chance.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari!
    Eu sou igual a você em relação a esse livro. Não sou de ler poemas mas dei uma chance a esse por causa de toda a fama que tem recebido e simplesmente amei. O começo realmente é difícil e sinto que cada página foi um belíssimo tapa na cara hahaha
    Adorei o post e a resenha.
    Beijos,
    http://ofantasmaliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Todos que eu vejo comentando desse livro adoraram. Não sou muito de ler poemas, mas estou quase me rendendo :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari,
    Eu acompanho a Rupi pelo Instagram, amo tudo que ela posta.
    Ainda não pude comprar seus dois livros, mas estão no topo dos meus desejados, quando o flop acabar hahaha
    Achei lindos os que você selecionou e adoro essa capa também. A do segundo eu não gostei, fiquei irritada que a editora não manteve a original, queria o girassol HAHAHAHA

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mari
    Eu já ouvi falar muito desse livro, e gosto demais do intuito dele sabe? Mas assim como você não sou fã de ler poemas e por isso nunca cogitei em ler a obra. Mas eu gostei dos poemas que selecionou, são simples mas que trazem grandes ensinamentos.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mari.
    Esse livro é maravilhoso, não é? Cada poema mais incrível que o outro, eu amo demais!!
    Beijos!
    Dear Masen

    ResponderExcluir
  12. Eu estou vendo muitas pessoas lendo esse livro e todo mundo sempre falando muito bem, confesso que ando meio curiosa, mas pelos poemas que já vi que tem eu não curti muito... Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  13. Oi, Mari. Ainda não li mas já ouvi boas opiniões sobre o livro. Já pensei em comprar algumas vezes mas ainda não comprei rs bom saber sua opinião! ;)

    beijos!!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Mari
    Menina é primeira resenha que eu leio sobre este livro e eu nunca imaginei que fosse poemas. Eu adoro livros de poemas, apesar de ler pouco. Achei interessante os assuntos abordados e fiquei interessada.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Mari! Meu primeiro contato com esse livro foi através da leitura de alguns poemas que vi em vídeo. Achei lindo. Ainda não li, porque também não sou tão atraída por livros de poemas, mas você me convenceu. :)

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo