Legend - Marie Lu

quarta-feira, 7 de março de 2018
Ano: 2014
Páginas: 256
Editora: Rocco


Sinopse: O que antes for a o Oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação perpetuamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos distritos mais ricos da República, a adolescente de quinze anos June, é um prodígio prometida ao sucesso no mais alto círculo militar do país. Nascido nas favelas, o adolescente Day é o criminoso mais desejado do país. Mas sua motivação pode não ser tão maliciosa quanto parece. De mundos muito diferentes, June e Day jamais cruzariam o caminho do outro, até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Presos em um jogo de gato e rato, Day está correndo para salvar a vida de sua família, enquanto June deseja vingar a morte de Matias. Mas em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu, e até onde seu país está disposto a ir para guardar seus segredos.

Eu comprei esse livro em alguma Bienal da vida. Acho que foi na de dois anos atrás e nem sei o motivo de ter demorado tanto para começar essa trilogia. Agora que comecei... Ah, vai ser difícil parar!

Os Estados Unidos não é mais o mesmo. Aliás, esse nome nem existe mais. Agora tudo é dividido como República e Colônias. Desde então vivem em guerra. As Colônias sofrem pela falta de recursos, doenças e a vida precária que levam. Já na República as coisas são bem melhores: é mais em ordem, com regras, recursos e uma vida muito mais tranquila.

No meio dessa situação toda, estão Day e June.
Day é um adolescente de 15 anos e o criminoso mais procurado do país. Ele é observador, inteligente e muito ágil, tornando as suas fugas mais fáceis. Outro ponto que o ajuda muito é que ninguém sabe sua aparência. Dessa forma, ele passa despercebido nas multidões e consegue se misturar com facilidade.
“Vocês chamam isso de república? Matam seu próprio povo e torturam os que eram seus irmãos?”
June Iparis é o oposto de Day. Aos 15 anos ela é a garota prodígio da República. Quando passou na Prova com pontuação máxima e teve o resultado de que seu futuro seria na força militar, sabia que podia confiar em sua habilidade e inteligência. Assim como seu irmão, ela queria poder apoiar o local em que morava e que lhe provia tantas coisas.

Depois que o irmão de June, Metias, é assassinado, a garota fica encarregada de rastrear e capturar o principal suspeito: Day. Afinal, ele havia invadido o hospital onde Metias estava supervisionando quando foi morto. Agora ela tinha um motivo enorme para usar suas habilidades e encontrar o assassino de seu irmão.
“As ações de Day costumavam me fascinar, mas agora ele é meu inimigo, meu alvo, minha primeira missão.”
Observadores, corajosos e inteligentes, os dois terão que lutar um contra o outro nessa guerra para que apenas um saia vitorioso. Day luta para proteger sua família e June para vingar a dela. Dessa forma, os dois vão fazer descobertas inacreditáveis enquanto brincam de gato e rato. Qual dos dois sairá como vencedor?

Fazia algum tempo que eu não lia uma distopia e acho que esse foi o maior motivo para eu demorar tanto para iniciar a leitura. No começo do livro senti que a narrativa estava um pouco arrastada e fiquei com um pouco de medo de não gostar da trama.

Porém, aos poucos fui entrando na vida dos personagens e me vi completamente imersa nos acontecimentos. Tanto Day quanto June são personagens carismáticos e são fiéis à família e suas raízes. Foi impossível não me afeiçoar por eles e me fiquei dividida em vários momentos, pois não sabia para quem torcer haha

O livro tem uma narrativa leve e fácil, tornando a leitura bem rápida. Em pouco tempo eu já tinha terminado e estava comendo os dedos para comprar o segundo volume. Os capítulos são curtos e intercalam entre os personagens, fazendo com que o leitor possa estar nos dois lados dessa guerra.

Além disso, o livro é cheio de reviravoltas. Em vários momentos, briguei com os personagens e xinguei a autora pelas decisões que ela tomou. Nenhuma delas foi ruim, mas no calor do momento, eu fiquei nervosa! hahaha O final foi um deles. Foi muito satisfatório, mas enquanto lia, eu pensava "NÃO! MAS POR QUE?".
"Se você quiser se rebelar contra o sistema, faça-o de dentro dele. Isso é muito mais forte do que se rebelar estando fora do sistema. E se você escolher se revoltar, leve-me com você."
Apesar de ver algumas críticas, gostei muito que a autora não abusou das descrições. Ela  usou a quantidade suficiente para que eu conseguisse me sentir dentro da estória. A única parte que posso concordar com as críticas, é que ela não deixou claro o motivo para os Estados Unidos ter se transformado daquela maneira. Espero que nos próximos livros eu tenha essa resposta!

A diagramação do livro está linda! As páginas tem detalhes mais escuros na borda e a capa é simples, mas bonita. As letras tem um tamanho ok e as páginas são amareladas, facilitando na leitura.

Legend é uma distopia que pegou o primeiro lugar no meu ranking. Com muita ação, reviravoltas e uma pitada de romance, a autora conseguiu me prender do começo ao fim e me deixar sem palavras quando li a última página.

Espero que vocês tenham gostado e que tenham a oportunidade de ler essa trilogia. Não esqueçam de deixar os comentários, tá? Beijinhos!

Compre na Amazon



Mari Zavisch
24 anos. Jornalista, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
10 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

10 comentários:

  1. Oi Mari, não conhecia essa trilogia. Faz um tempão que eu não leio uma distopia interessante, achei essa história bem interessante. Vou dar uma olhada com calma na livraria. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari!
    Essa trilogia é muito esquecida no churrasco das distopias. Saiu quando estavam sendo lançadas milhões e não tem o devido reconhecimento.
    Se prepara que Prodigy e Champion só vem com tiro, porrada e bomba.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  3. Mulheeer, ouvi falar tanto já dessa trilogia, mas como eu não era muito de ler distopias, acabei nem dando corda, mas parece que surgiu um negócio em mim depois de A Rainha Vermelha que eu to sedenta por distopias hahaha fiquei curiosa com essa!

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  4. Já vi algumas resenhas bem positivas sobre essa história e confesso que as distopias me atraem bastante, mas li tantos livros do genero que acabei enjoando com o tempo. Entretanto esse livro será salvo para o futuro, quando eu sentir saudades de ler distopias hehehe Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  5. Amo a Rocco porque ela traz várias séries maravilhosas para lermos. Eu ainda não li essa, mas pelos seus comentários.. é ótima :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari, ainda não conhecia, valeu pela dica
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  7. Oii!
    Já li esse livro e amei demais! Um dos que mais gosto do gênero.
    Preciso continuar a trilogia rs Fiquei com medo de não gostar da escrita da autora, mas me envolveu bastante durante a leitura. Não tive problemas.

    beijão!
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari, tudo bem? Eu não sou fã de distopias, mas um amigo ama essa autora e dai já tinha batido minha curiosidade em ler. Gosto quando os autores não pecam em descrições e espero tb que o próximo tenha mais respostas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari, tudo bom?
    Saudades dessa coisa linda de distopia! É minha saga favorita do gênero, sou completamente apaixonada por tudo que a Marie Lu fez nos livros. Champion é meu favorito de lavada, eu veneeeeeeeero aquele final.
    DAY E JUNE AMORZÕES ASKLANLGASNGIASBGOAB
    Vou esperar sua reação com os próximos *-*

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Mari!

    Adorei saber que gostou tanto dessa trilogia. Já vi algumas opiniões a respeito, mas nunca tinha me decidido se iria ou não ler. Depois da tua resenha vou deixar a dica anotada. Só não irei começá-la logo, porque estou no meio de outras trilogias do gênero distopia e vai embaralhar muito as histórias, hahaha!

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo