A Dívida - Nina G. Jones

quinta-feira, 1 de março de 2018
Ano: 2018
Páginas: 448
Editora: Universo dos Livros

Sinopse: Não sei onde estava com a cabeça quando contratei alguém para me atacar. Talvez estivesse entediada, solitária, ou então houvesse um vazio tão grande dentro de mim que eu precisasse de algo explosivo para preenchê-lo. Era para ser seguro. Emocionante. Uma forma de romper com a monotonia do cotidiano. Uma ilusão de perigo que desapareceria tão logo tudo tivesse terminado. Só que não foi assim. Eu estava em perigo desde muito antes de convidá-lo para entrar na minha vida. Minha missão estava quase completa. O desejo de vingança que fazia meu sangue ferver finalmente poderia arrefecer. Ela era a última peça desse quebra-cabeça. Quando a destruísse, todos que já me feriram teriam pagado suas dívidas. Era para ser rápido e fácil, mas assim que a encontrei, as coisas ficaram complicadas. Muito complicadas...

Tive um pouco de dificuldade para fazer o primeiro pedido da parceria com a Universo dos Livros. Eram vários livros que eu queria e não sabia muito bem o que escolher. Porém, assim que bati o olho nessa capa, sabia que iria escolher esse. A capa foi o grande motivo para que ele acabasse chegando aqui em casa e não consegui esperar muito para começar a leitura...

E já vou me desculpar pelo tamanho da resenha, mas eu precisava deixar alguns pontos bem claros!

Mia Tibbet é uma mulher que tem a vida perfeita. Ela tem um emprego que gosta, amigos que a fazem feliz, um corpo estonteante e um apartamento ótimo. Qualquer pessoa que a vê de fora, fica até com inveja de suas conquistas e seu estilo de vida. Quem não gostaria de estar tão estabilizada financeira e emocionalmente com seus 20 e poucos anos?


O problema é que pode dentro, Mia não se sente assim. Ela tem seus segredos e poucas pessoas com quem dividir. Aliás, apenas sua melhor amiga, Tiff, que conhece os segredos obscuros da amiga. O que é ótimo, pois as duas compartilham do mesmo segredo: elas amam sexo selvagem e ser as submissas que não são fora do quarto.
"Fiz tudo o que é considerado normal. Tentei, e percebi que isso não é para mim. Venho de uma pequena cidade onde tudo o que as pessoas queriam fazer era se conformar aos padrões e deixar essa merda exatamente por esse motivo."
Apesar disso, Mia se assusta um pouco quando Tiff aparece em sua casa com um cartão de um serviço que ela contratou. Happy Kitty é uma "agência" onde você contrata pessoas para te atacar. Você não fica sabendo quando, onde e nem quem vai aparecer, mas quando você menos esperar, um homem vai tapar a sua boca e transar com você como se estivesse invadindo a sua casa, seu trabalho. E sua melhor amiga tinha contratado esse serviço e amado!

Depois de muito debater, Mia resolve tentar. Mesmo achando que fez uma besteira e pronta para dizer a palavra de segurança quando ele aparecesse... Bom, não foi bem isso que aconteceu! Ao realizar sua fantasia, aquele homem se tornou os sonhos de Mia e seria difícil esquecê-lo depois daquela noite de tensão e prazer.
"Imprudente. Irresponsável. Sujo. Perigoso.
Emocionante. Erótico. Selvagem. Eufórico.
Como uma coisa só pode ser tudo isso?
Como uma espiada na sarjeta da minha alma pode se parecer com alcançar o céu?"
Porém, ela não faz ideia de que o homem que ela pensou ter contratado, na verdade é Tax Draconi. Um homem que a conhece muito bem, tem muitos segredos e fará de tudo para que ela pague a dívida que tem com ele. Sua vingança vai fazer com que Mia coma em sua mão... Mesmo que ela não saiba o que fez para ele ter tanta raiva dela.


Um misto de sensações. Isso é o que define melhor o que eu senti enquanto lia e quando terminei essa leitura. Preciso deixar bem claro que me surpreendi muito com a trama, pois não era nada disso que eu imaginava haha Sabia que seria um livro hot, mas não que seria tão pesado.
"Humilhação pública ou humilhação privada: qual dos dois é o mal menor?"
A trama é narrada tanto por Mia quanto por Tax, além de voltar para 14 anos atrás e aos poucos nos explicar o que aconteceu no passado. O que foi ótimo, já que ter alguns vislumbres da vida de Tax ajudou muito na hora de entender suas ações. Além disso, cada capítulo começa com o nome de uma música diferente. Montei a playlist e coloquei aqui embaixo para quem quiser conferir!



Os personagens foram bem montados e a autora soube me fazer sentir durante a leitura. Eu tive muita raiva de Tax e de Mia, passei para a frustração no meio e um pouco de entendimento no final. Tudo isso misturado com um "mas gente, como assim?". Pode nem ser minha trama preferida, mas só de me fazer ter todos esses sentimentos, já vejo como um ponto positivo para a autora.

Mia se mostrou boba e submissa até demais aos desejos de Tax. Ele a humilhou em mais da metade do livro e ela continuava pendurada em seu pescoço, aceitando tudo o que vinha pela frente. Tudo para defender sua vida e sua carreira. Nas primeiras páginas eu só pensava "ai que boba, eu não aceitaria isso", mas ao longo da leitura ficava pensando "eu não faria nada disso... né?" hahaha Uma idiotice, porque tenho certeza que nem teria entrado nessa fria, para começo de conversa.

Porém, eu gostei muito do motivo dele para se vingar dela. De todos os livros que eu li com essa temática, acho que esse é o que tem um motivo mais real e que também me daria vontade de me vingar. Ponto muuuito positivo para a trama!
"É por isso que algumas pessoas passam a vida inteira odiando alguém que elas repetidamente convidam para suas vidas: elas nem sabem quem são sem isso."
Mesmo que o final tenha sido bem exagerado e um pouco surreal, pois não acredito que depois de tudo o que acontece, eles ainda seriam capazes de tomar as decisões que tomaram... Mas tudo bem. O livro precisava de um desfecho. Dá pra relevar!

Pode parecer que eu tenha odiado o livro ou que eu estou dando mais estrelas do que esse livro merece. O problema é que estamos falando de uma pessoa que contrata uma pessoa para ser praticamente estuprada. Entendem o que eu quero dizer? É um tema pesado e que me fez refletir muito sobre fantasias sexuais. Claro que existem pessoas que curtem, mas é difícil ler sobre elas, pois eu não me colocaria naquele nível de submissão JAMAIS.


A diagramação do livro é bem simples. Achei a letra um pouco pequena no começo, mas depois fui acostumando e a leitura fluiu normalmente. As páginas são amareladas e eu achei a capa lindíssima!

A Dívida é um romance MUITO picante, com uma trama pesada e tensa. Não é um livro para todas as pessoas e me fez ficar na dúvida em vários momentos da leitura. Apesar do tema usado, me prendeu do começo ao fim, me fez sentir um misto de sentimentos e me surpreendeu com o motivo da vingança. Ou seja, bem montado e bem escrito. Por isso, a quantidade de estrelas.
"Tax é meu rival, e há algo em mim que desfruta da nossa rivalidade, mesmo que eu esteja sempre do lado perdedor da batalha."
Confesso que me sinto até estranha dizendo que gostei do livro, porque é como se eu estivesse aceitando e concordando com a degradação que ela sofre. Mas não é isso. Espero que entendam isso. E sou muito a favor do girl power e quis quebrar a cara de Mia várias vezes ao longo da leitura hahaha

Bom, espero que tenham gostado e se ficaram curiosos, deem uma chance ao livro! Pois você só vai ter certeza de amar ou odiar, se você ler! Não se deixe levar pela minha opinião, ok? Me contem tudo e não me escondam nada! Beijinhos.

Compre na Amazon



Mari Zavisch
24 anos. Jornalista, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
15 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

15 comentários:

  1. Mariii, não me julgue, mas eu amo odiar um mocinho kkkkkkkkkkk eu sei, não sou normal kkkkkkkkkk Amei sua resenha, certeza de que vou amar esse livro!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari
    Eu entendo perfeitamente isso que você falou. É gostar de algo que normalmente é estranho pra gente, eu também nunca me sujeitaria a isso mas acho legal a temática, parece até meio estranho heuehue mas com toda certeza vou ler, acho que seria bem legal.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari, tudo bem?
    Adorei a sua resenha, já fiquei interessado para ler
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari!

    Tua resenha já foi assim "uau"... fiquei super interessada no livro, apesar de achar que vou ficar meio nervosa/ansiosa quando ler.
    Vou colocar na minha lista de março, com certeza!
    Obrigada pela indicação.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Legal o fato de a história proporcionar um misto de emoções e sensações.
    Eu não curto o gênero, mas tenho resenhistas no Blog que amam.
    Já vou indicar para elas rs.

    Tenha um ótimo final de semana.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari,
    Engraçado que esse livro nunca me chamou a atenção, mas sua resenha me fez pensar...
    Não sei se leria por agora, mas fiquei curiosa. Quero ler!
    beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro, mas parece-me uma história bem interessante, vou anotar essa dica, para acrescentar já há minha enorme lista de espera.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  8. Realmente o livro parece ser meio pesado. Achei o enredo muito louco, essa ideia de contratar alguém para atacar. Com certeza não faz meu estilo de leitura. Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mari! Eu nunca li nenhum livro que fosse mais picante, mas parece até uma história bem interessante. O enredo, pelo menos, achei bem original, haha!

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa, é um tema bem pesado mesmo o da história.. de se pensar..

    http://www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi
    pelo que li achei meio estranho essa forma de serviço, acho que foi por isso que a história não chamou minha atenção, mas pelo menos você curtiu.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Mari! Tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas não sei se o lereia por não ser meu estilo.
    Mas adorei a sua resenha!
    Obrigada por passar lá no meu blog.
    Volte sempre!
    ~ miiistoquente

    ResponderExcluir
  13. Oi, Mari!
    Menina, realmente essa fantasia sexual não é muito normal não.. vai entender o que se passa na cabeça desse povo. Mas sua resenha conseguiu me deixar bastante curiosa sobre esse livro e me fazer arrepender por não ter pedido ele hahahah
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  14. Oie
    Esta capa não chama minha atenção e pelo que você relatou da trama e do enredo não faz muito meu estilo de leitura, acho que eu não iria curtir.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Mari! O livro parece realmente pesado, viu! E eu adorei a playlist! ;)

    beijos!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo