Obsessivo - Daiane Belarmino

terça-feira, 6 de junho de 2017
Ano: 2015
Páginas: 336
Editora: Talentos da Literatura Brasileira (Novo Século)

Sinopse: Os olhos são espelhos da alma. Podem os olhos realmente revelar o bem ou o mal? 
Camila acredita que sim. 
Ao chegar em casa após um dia duro de trabalho, é terrivelmente surpreendida ao se deparar com seus pais brutalmente assassinados. No entanto, o assassino ainda estava na mansão, e dele Camila pôde ver apenas os olhos – de um azul profundo e revolto. A garota escapa com vida. Porém, o mal nunca descansa... Jamais deixa o objetivo inacabado. Os anos se passaram, mas o pesadelo permanece. Camila, agora policial, não tem mais como fugir. Será obrigada a enfrentar aqueles olhos que tanto a assombraram. Pois o assassino voltou a matar. E pode estar mais próximo do que ela imagina.

Sabe aquele livro que você compra numa promoção ferrada e que te encanta pela sinopse? Obsessivo foi esse livro pra mim. Quando vi que era nacional, fiquei mais feliz ainda. Sem contar que como eu amo um suspense, fiquei louca para saber de quem eram os tais olhos azuis e como as coisas iriam acontecer durante a perseguição.

Passei ele na frente de alguns outros da fila, porque precisava de sangue e não de histórias de amor. Posso dizer que fiz a escolha correta, porque as cenas dos crimes são sensacionais e cheios do que eu queria: medo e sangue. No começo eu achei que não ia gostar muito da escrita da autora, mas... Bom, vou explicar como foi essa experiência.

Camila é uma garota que tem uma vida muito boa e uma família que tem dinheiro. Mora em um lugar legal e tem um cachorro que é o amor de sua vida. Estuda moda e é querida entre seus amigos. Tudo parece correr muito bem para a garota carioca. Um dia, voltando para casa, se depara com a pior cena de sua vida: seu cachorro latindo e assustado, se debatendo feito louco, tentando entrar na casa de qualquer jeito. Na sala, todos os móveis estão jogados e revirados. Há poças de sangue na sala e perto da cozinha. No corredor da cozinha ela encontra um dedo. E encontra a cabeça de sua mãe caída ao lado do corpo enquanto um homem vestido de preto abusa do corpo sem vida.


Essa já seria uma imagem muito difícil de tirar da cabeça. Mas um par de olhos azuis a encarando seria muito pior de esquecer. O assassino de seus pais tenta mata-la naquele momento, mas ela é salva pelo seu cachorro fiel. O homem que mostra ódio e raiva em seus olhos azuis foge e Camila é encontrada ainda viva pela polícia. Mais especificamente por Pedro, o Perdigueiro. Um policial que não vai medir esforços para descobrir quem é o assassino.

Depois de todo esse trauma, a garota só tem o tio a quem recorrer. Ele é a única pessoa de sua família que ainda está viva. Ele trabalha na polícia e vai fazer tudo o que está ao seu alcance para descobrir quem cometeu esse crime contra sua família e vai tentar tirar a garota do buraco no qual ela vai se enfiar com medo e assustada. Até que alguns dias depois, na primeira vez em que ela resolve sair de casa e ir até uma psiquiatra, o assassino volta. Ele a persegue e quase consegue terminar o que começou.

Quatro anos se passam e tudo mudou na vida de Camila.
O assassino desapareceu e parou de matar, seu tio está se aposentando, ela entrou para a polícia e Pedro vai se tornar seu parceiro. O que é um problema, pois ela desconfia que ele seja o assassino de sua família. Afinal, os olhos azuis dele são extremamente parecidos com os do assassino. E para piorar a situação, depois de um tempo que os dois estão trabalhando juntos, Pedro se apaixona por ela.

Parece que nada vai dar liga na vida deles. Até que o assassino ataca novamente e deixa uma mensagem clara: ele não vai parar enquanto não terminar o que começou. Ou seja, enquanto Camila estiver viva, qualquer um que faça parte de sua vida está correndo perigo.


Eu sou apaixonada nesse estilo de livro. Sem falar que eu adoro quando as cenas dos crimes são tensas e o assassino faz coisas horríveis com a vítima. Me desculpem, mas eu adoro um serial killer haha E esse livro me agraciou com cenas fortes e com descrições detalhadas de tudo o que aconteceu com os corpos. Estômagos fracos não aguentarão.

No começo da leitura, eu não estava gostando muito da escrita da autora, mas aos poucos ela foi me cativando e eu fui entrando na trama junto com Camila e Pedro. Me senti envolvida de um jeito incrível e foi impossível deixar o livro de lado. Apesar de achar óbvio quem era o assassino, não perdi o interesse e queria entender melhor a motivação dessa pessoa tão cruel.

Os capítulos se alternam na visão de Pedro e de Camila, e gostei de ter um pouco de cada lado, ainda mais pelo fato de ela desconfiar tanto dele. O romance que a autora criou entre os dois me pareceu um pouco jogado, mas serviu para dar uma leveza que a trama precisava.

A diagramação do livro é bem simples, mas tem um tamanho de letra bom, uma fonte ótima e as páginas são amareladas. Tudo para que a leitura seja o mais fácil possível. Dou todos os pontos para esse quesito do livro.


Eu me surpreendi muito com a leitura e achei viciante. Meu único ponto negativo foi o fim, porque como já falei aqui outras vezes, não gosto de livro que fica em aberto. Apesar de ter respondido todas as questões principais da trama e de até ter me surpreendido de alguma forma, não existe um final concreto. Ou morre ou mata. Não tem meio termo. Isso me incomoda um pouco e me deixa com a sensação de que foi um gancho para uma continuação. Até procurei sobre isso na internet, mas não encontrei. O que me deixou mais chateada ainda.

Mesmo assim, foi uma ótima experiência e eu indico esse livro pra todo mundo que gosta de um suspense/policial. É delicioso sofrer junto com os personagens haha Não esqueçam de deixar seus comentários e podem me chamar de louca hahaha Beijos.



Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
4 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

4 comentários:

  1. Olá!
    Tenho muito interesse em ler livros assim, mas como você disse, não sei se teria estômago não, viu? Hahaha.
    Adorei a capa do livro, bem dark.
    Por que será que tem tantos livros do gênero que ficam com o final aberto? Terminei de ler um agora pouco e o final também deixou alguns pontos soltos...
    Parabéns pela resenha! Você arrasa <3

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari!
    Eu também amo livros assim, que o autor não tem pena mesmo de descrever as atrocidades. Mas esse final aberto aí me deixou com um pé atrás.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson
    Sorteio Três Anos do blog A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
  3. Mulher, fiquei toda arrepiada só de ler a resenha haha. Nunca li um livro tenso assim, sabe? Mas acho que eu ia gostar bastante da leitura, gostei muito da dica!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari,

    Esse tipo de livro deixa a gente curiosa querendo saber mas da história.
    Adorei a dica.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo