Encontre-me - Romily Bernard

domingo, 26 de março de 2017
Ano: 2014
Páginas: 304
Editora: Globo Livros

Sinopse: Um clima de suspense crescente, narrado sob o ponto de vista de uma heroína com a cara do século 21: a descolada adolescente Wick Tate. Órfã de mãe, e filha de um violento criminoso, a garota só confia em seu aguçado instinto de sobrevivência quando se trata de cuidar de si mesma e da irmãzinha, Lilly. Não confia em ninguém – nem mesmo nos pais adotivos com quem ela e Lilly temporariamente vivem num confortável lar de classe média alta próximo à cidade de Atlanta. Por isso mesmo, tenta se garantir mantendo uma secreta e rentável "atividade extracurricular". Faz investigações on-line sob encomenda para mulheres que suspeitam da fidelidade dos parceiros. Wick é uma hacker de mão cheia.
O peculiar estilo de vida de Wick sofre uma reviravolta quando Tessa Waye, uma antiga amiga de escola, é encontrada morta e o diário dela acaba nas mãos de Wick. Em meio às páginas, uma enigmática mensagem: "Encontre-me". Aos poucos, Wick involuntariamente é enredada numa rede de mistério que se transforma num desafio pessoal, quando se descobre que Tessa foi assassinada – e que Lilly pode ser a próxima vítima. Para chegar à identidade do assassino, Wick terá de contar com todo seu talento em programação de computadores, além da ajuda constante do vizinho, com quem tem uma certa tensão sexual, Griff.
Com um enredo que mantém o leitor agarrado ao livro da primeira à última página, Encontre-me é o livro de estreia de Romily Bernard e o primeiro da trilogia homônima, "Encontre-Me".

Eu quero o próximo! hahaha
Pedi esse livro pela parceira com a Globo e confesso que foi pelo simples fato de ser uma trama policial. Depois o livro chegou em casa e quando percebi eu já tinha lido ele inteiro. Pois é. Foi desse jeito que Romily Bernard me fez perder a cabeça tentando descobrir o grande "assassino" desse livro. 

O motivo de eu ter colocado as aspas em assassino? Vou explicar tudinho na resenha ;)

Wicket é uma adolescente meio rebelde. Ela e sua irmã foram adotadas por um casal muito bonzinho depois que sua mãe se matou e seu pai, um traficante muito conhecido, foi preso e fugiu da cadeia. Tudo indica que elas podem ter uma vida normal e legal, ainda mais por viver em uma família que tem muito mais dinheiro do que elas tinham antes...


Só que não é bem isso que encontramos nos primeiros capítulos.
Wick é uma hacker. Seu pai havia ensinado grande parte do que ela sabia e agora que estava livre dele e de seus maus tratos, ela usava seu conhecimento para descobrir se o relacionamento das pessoas que a contratavam estava em risco. Passou de ajudante do crime para detetive particular. Ela fazia de tudo para não encontrar com suas clientes e não fazia divulgação de seu trabalho. Esperava que o boca a boca a fizesse conhecida pelas pessoas que precisavam dela e era isso que estava acontecendo.

O problema é que o detetive Carson continuava a sua procura. Ele é o policial que cuidou do caso de seu pai e continuava no pé da menina. Toda madrugada ele ia até a casa da garota e ficava lá. Esperando. Observando... Ela tinha certeza que ele desconfiava dos seus trabalhos como hacker, mas sabia que ele não poderia fazer nada quanto a isso, afinal, não tinha nenhuma prova!

Sua vida seguia dessa forma: trabalhava como hacker, ia para a escola, tentava fazer de tudo para que seus "pais" adotivos gostassem dela da mesma forma que gostavam de Lily, sua irmã, e tentava fugir dos olhos vigilantes de Carson. Até uma terrível manhã em que ela encontrou o diário de uma conhecida da escola na porta de sua casa.

Esse foi o baque. A menina havia se matado na noite anterior, como o diário dela poderia estar em sua porta? E dentro dele tinha um post-it escrito "encontre-me'.


Agora Wick precisa usar sua sabedoria em computadores para descobrir quem colocou o diário em sua porta, quem escreveu aquela mensagem e, pior, quem matou Tessa Waye. Afinal, seu diário dava a entender que ela se matou por causa de uma pessoa. Um homem. 

Um homem que agora está atrás de outra garota. Uma muito pior e que pode destruir a vida de Wick... Ele quer Lily!

A visão de Wick deixa o livro mais leve. Apesar de ela ser meio rebelde e ver sempre o lado ruim das coisas, ela vira uma personagem que você quer acompanhar e quer entender cada vez mais o que aconteceu com ela antes de seu pai ser preso. Ainda mais porque cada capítulo que passa te deixa uma nova pergunta em aberto, então você é obrigado a ficar curioso mesmo haha

Uma coisa que eu gostei MUITO na montagem do livro é que não existe pulos grandes de tempo. O máximo que ele pula são algumas horas. Então é ótimo para acompanhar a trama.

Os personagens foram bem montados e eu acabei desconfiando de todos os homens existentes nesse livro hahaha O final não é surpreendente, mas o desenrolar dos acontecimentos te faz não querer parar a leitura. Sem falar que acabei esse querendo ler o próximo livro, né?! hahaha


A diagramação do livro é bem simples e as letras tem um tamanho bom. O único ponto fraco é que a lombada marca muuuito fácil, como vocês podem perceber na foto. É uma pena, mas não é o suficiente para interferir na minha opinião do livro.

Vale a pena e é uma dica para quem gosta de livros com esse gênero policial! 

Agora vocês já sabem, né?! Deixem seus comentários e me digam se já leram ou se conheciam o livro! Beijinhos <3



Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
1 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

1 comentários:

  1. Oi, Mari!
    Acho que ainda não tinha visto nenhuma resenha desse livro.
    Eu curti muito a premissa, mas tenho problemas com personagens bastante rebeldes... Então não sei se iria curtir a leitura ou não
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo