Sem Esperança - Colleen Hoover

terça-feira, 18 de outubro de 2016
Ano: 2015
Páginas: 320
Editora: Galera Record


Sinopse: Com a ajuda Dean Holder, Sky descobriu segredos familiares chocantes e reviveu lembranças e sentimentos que tinham deixado profundas cicatrizes. Mas toda história tem dois lados. E agora chegou a hora de descobrirmos a verdade a respeito dele.
Assombrado pela culpa e pelo remorso por não ter conseguido salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva e desconta sua raiva em qualquer um que tente desafiá-lo. Ele nunca imaginou que voltaria a ver Hope algum dia, e não acredita na própria sorte ao se deparar com ela depois de tantos anos. No entanto, Holder não poderia supor que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro.
Em Sem esperança, o jovem revela como os acontecimentos da infância de Sky afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele enfim será capaz de se reconciliar consigo mesmo.


E lá vem mais CoHo pra encher esse blog de amor <3 hahaha 

Quem me acompanha aqui, sabe que eu sou apaixonadinha por ela e por seus livros. Adoro o fato de ela conseguir conciliar tramas reais e pesadas com bom humor e amor. Sem falar em todas as lições de moral que ela deixa em seus livros, né?! Enfim, não vou ficar babando meu amor por seus livros hahaha Vamos falar de um especificamente!

Sem Esperança é o segundo livro da série Hopeless (a resenha do primeiro livro você encontra aqui). Eu fiquei muuuito tempo para conseguir compra-lo, então veio a Bienal do Livro pra me ajudar nessa aquisição haha A trama é aquela que a gente já conhece do primeiro livro, só que dessa vez, vamos conhecer o ponto de vista de Dean Holder. Mais um querido das tramas de CoHo <3 

Você leu o primeiro livro? Legal, então continue lendo essa resenha.
Você não leu o primeiro livro? Talvez você não deva ler essa resenha, só se você não se importar com isso, claro.
Você não leu o primeiro livro, mas leu a sinopse desse segundo volume? Então dane-se tudo e pode ler a resenha. Agora você já sabe o detalhe mais importante do primeiro livro mesmo haha

Pra quem não conhece a trama do primeiro livro, é o seguinte: somos apresentados à Sky. Uma garota de 17 anos, que vive com sua mãe. Ela sempre estudou em casa e não tem acesso à nenhum tipo de aparelho tecnológico, porque sua mãe é bem natural. Acha que televisão, celular e internet estragam o dia-a-dia das pessoas. Não que Sky ligue para isso, porque a vida toda foi assim, então já está acostumada com essas limitações. Ah, até sua dieta é diferenciada e açúcar não passa nem perto daquela casa.

Parece uma pessoa normal, mas tem um problema: ela não consegue sentir atração por nenhum garoto. Não sente prazer em beijar alguém e não gosta que a toquem mais do que o suficiente. Na busca desse sentimento que todos tem, menos ela, acaba fazendo uma longa lista de ficantes por aí. Até o momento, nenhum deles foi capaz de despertar alguma coisa mais forte dentro dela, até conhecer Holder.


Em um primeiro momento, ele pareceu ser louco, a confundindo com outra pessoa, parecendo interessado nela e ao mesmo tempo não. Ao longo dos dias, ele foi mostrando vários lados de sua personalidade, a deixando cada vez mais confusa... E é quando o primeiro toque entre eles acontece, que ela conhece o sentimento que tanto ansiava.

Agora, temos a oportunidade de ver essa estória pelo ponto de vista de Holder. Entender todos os momentos em que ele se sentiu com raiva e totalmente abandonado pela sua irmã gêmea, Less, que se matou há pouco tempo. O desespero de ter visto Hope, sua melhor amiga de infância, ser levada por alguém e desaparecer. E todas as consequências desses dois eventos em sua vida.

Até o momento em que ele a encontra! Ele a encontra e nem pode acreditar nisso. Hope está viva e agora tudo pode mudar. Só que as coisas não correm como ele imagina. Entre cartas para sua irmã e os acontecimentos pelos seus olhos e pensamentos, vamos conhecendo outro lado de Dean Holder. Um pouco mais sombrio e triste. Ao mesmo tempo em que sentimos pena dele, nos apaixonamos por sua alma e pelo amor incondicional que sente por sua irmã e por Hope. E o melhor, entender as aflições dele com a questão do suicídio de sua irmã.




Normalmente, esses livros que são a mesma trama, só que com o ponto de vista diferente, ficam um pouco repetitivo demais, mas CoHo fez uma coisa que deixou o livro muito melhor: ela não fez exatamente a mesma estória. Ela pegou apenas alguns momentos importantes para reescrever na visão dele e, no restante, ela usa as cartas que ele escreve ou usa esses momentos para explicar os sentimentos dele. Amei.

Eu só não gosto muito da diagramação das páginas, pois elas tem pouquíssimo espaço de margem, mas é só até acostumar mesmo. Depois que a trama te pega de jeito, você nem olha se tem espaço ou se não tem hahaha <3

É aquilo que eu já falei pra vocês em tantas outras resenhas da autora: esse livro é fácil, leitura rápida e que te transporta pra dentro da trama. Como vocês perceberam, o livro também trata de assuntos importantes e polêmicos, como o suicídio, e faz tudo isso de forma simples e leve. Vale a pena. CoHo sempre vale a pena hahaha 

Não esqueçam de deixar a opinião de vocês e me digam se já leram o primeiro ou não, ok? Beijos <3



Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
2 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

2 comentários:

  1. Olá!
    Li Um Caso Perdido e Sem Esperança e amei! Fiquei ainda mais apaixonada pela CoHo! Achei tudo muito bem articulado.
    Adorei o fato dela ter deixado alguns fatos de lado no primeiro livro para ser explorado nesse. Foi bacana acompanhar a vida do Holder e tudo o que ele passou...
    OBS: Quando eu via essa capa eu achava que era um senhor de idade e não um jovem! Hahah.
    Depois daquele gancho que foi dado nesse livro pra história do melhor amigo do Holder eu fiquei doida e acabei comprando "Em Busca de Cinderela". Ainda não consegui ler, mas espero ler logo.
    Fiz resenha de "Sem Esperança" mas ainda não postei, hahah.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari!
    Essa série da CoHo era uma que eu não tinha muita vontade de ler por conta da história ser recontada. Mas que bom que ela não reconta sob o olhar do Dean. Talvez eu dê uma chance.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa
    Participe do sorteio Halloween Literário

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo