Confess - Colleen Hoover

terça-feira, 9 de agosto de 2016
Ano: 2015
Páginas: 320
Editora: Atria Books

Sinopse: Um livro sobre arriscar tudo por amor — e encontrar seu coração em algum lugar entre as verdades e mentiras.
Auburn Reed tem sua vida estraçalhada. Seus objetivos são altos, e não há lugar para erros. Mas quando ela entra no Dallas Art Studio em busca de emprego, ela não esperava se vir em uma profunda atração com o enigmático artista que trabalha lá, Owen Gentry.
Pela primeira vez, Auburn assume o risco e coloca seu coração no controle, apenas para descobrir que Owen está mantendo um segredo maior por vir. A magnitude de seu passado ameaça destruir tudo de importante para Auburn, e o único jeito de conseguir sua vida de volta é cortando Owen dela. A última coisa que Owen quer é perder Auburn, mas ele não consegue parecer convincente que a verdade às vezes é tão subjetiva quanto a arte. Tudo que ele precisa para salvar sua relação é confessar. Mas neste caso, a confissão pode ser muito mais destrutiva que o atual pecado…

Pra mim, o cantor Pedro Mariano tem uma coisa muito engraçada: eu nunca lembro o quanto gosto dele, até ouvi-lo cantar. Colleen Hoover tem o mesmo efeito em mim. Eu sei que eu gosto, mas diversas vezes deixo os livros dela pra depois e quando, finalmente, sento para ler, percebo que fui uma imbecil de ter esperado tanto tempo. E Confess é mais um desses livros.

Eu já havia começado essa leitura várias vezes, mas nunca continuei. Por falta de tempo, falta de interesse até e por colocar outros livros como prioridade. Até que chegou o dia e resolvi tomar vergonha na cara e terminar esse livro. E vou falar pra vocês... Não me arrependo nadinha.

Só o começo do livro já é para matar qualquer pessoa, acho que foi por isso que eu acabei deixando de lado. Pois é quando conhecemos Auburn, uma adolescente que está correndo contra o tempo, já que seu namorado, Adam, está internado e nos últimos dias de vida. A ligação que um tem com o outro é forte e já dá vontade de parar o livro ai, porque é muito injusto haha E pra piorar, ela nem pode ficar os últimos dias ao lado dele, pois ele está internado em um hospital no Texas e as duas famílias acham que ela deve voltar para casa, em Portland, e terminar os estudos. Seguir com a vida. Depois de uma despedida sofrida, ela tem que deixar o amor de sua vida para trás e tentar viver o restante dos dias.

Alguns anos depois, Auburn está de volta ao Texas e sozinha. Sua família ficou em Portland e tudo o que ela tem naquele lugar é Lidia e Trey, a mãe e o irmão de Adam. O problema é que ela não ganha o suficiente e agora que está precisando da ajuda de um advogado, ela precisa se virar nos trinta pra conseguir ganhar uma renda extra. E é quando está voltando do salão onde trabalha que ela encontra uma loja que chama Confess (Confesse). Logo se sente atraída a olhar de perto e percebe que existem vários papéis com confissões de pessoas anônimas. E o melhor de tudo, no meio de tudo isso, há uma plaquinha avisando que estão contratando.


E é ai que Owen aparece. Enquanto ela está na dúvida se deve ou não bater e aceitar o emprego, a porta da loja se abre e um cara lindo sai lá de dentro. Quando percebe, já está dentro da loja, pronta para conseguir um dinheiro extra. Assim que coloca os pés lá dentro, percebe que não é uma loja simples. É um estúdio de arte e Owen é o artista. Ele recebe as confissões das pessoas e faz pinturas baseadas nelas. É um trabalho que impressiona Auburn, ainda mais porque ele é ótimo no que faz.

Essa noite é a que vai mudar a vida dela novamente. Ela vai sentir coisas que pensava não ser mais capaz. A ligação que ela tem com Owen, faz com que ela se lembre de Adam e parece impossível uma atração tão grande e sem que os dois se conheçam direito. Aliás, sem se conhecer nenhum pouco. E é a mesma coisa para ele, como temos os dois pontos de vista, podemos perceber que Owen já a conhecia e que mal podia acreditar que ela estava ali, junto com ele novamente. Só podia ser coisa do destino.
"A presença dela me acalma, me relaxa, me faz sentir como se talvez as coisas não são tão difíceis como parecem quando ela não estar por perto. Então, não importa quão patético nós podemos parecer agora, sentados no chão do banheiro feminino, não há qualquer outro lugar que eu preferia estar nesse momento."
Só que o destino não vai ser bom o bastante para eles, já que os dois carregam uma bagagem complicada do passado e que pode acabar os separando. Entre prisões, segredos e amores impossíveis, os dois vão descobrir que ouvir o coração, vai ser um pouquinho mais difícil do que imaginavam...


Para mundo, porque eu quero descer!

Estou apaixonada. Essa é a palavra certa para descrever o que eu senti enquanto lia o livro. Estou apaixonada por Owen, por Auburn e pela história dos dois. E, principalmente, continuo apaixonada por CoHo. Mulher, por que você faz isso com a gente? Haha

Eu amo a forma como ela consegue transformar um romance, colocando detalhes pesados e importantes, que te faz sorrir e chorar no mesmo livro. Eu gosto como os livros dela são todos possíveis e que deve haver alguém que passou o que ela narra pra nós. E isso me derrete, acaba comigo, na verdade haha Eu já disse isso aqui várias vezes, mas se você nunca leu um livro dela, pelo amor de Deus, leia. É sempre uma estória profunda e cheia de sentimentos que mexem com você.
"(...)Eu tenho medo que se eu escutar meu coração apenas uma vez, eu nunca mais serei capaz de ignorá-lo novamente."
É a mesma coisa em Confess. Eu não pude falar muito sobre a trama, senão eu ia estragar o livro pra vocês. Pois cada informação é importante. Nada ali é por acaso e no final você vai se surpreender por não ter percebido antes. Pelo menos foi como eu me senti no final do livro. Um livro em que o romance fala mais alto, mas os problemas familiares e o abuso físico e mental correm soltos. Claro, da forma mais leve possível, mas, ainda assim, presentes na estória. É o livro perfeito para mostrar como a confiança e a autoestima de uma mulher pode ser destruída em pouco tempo e sem precisar se esforçar muito. Porque dependendo do que ela quer, ela se rebaixa, sim, para poder ficar perto da pessoa que ela mais ama no mundo. Não entendeu? Então leia o livro. Você não vai se arrepender!

Sem falar que Colleen faz de tudo pra que a gente se apaixone MESMO pelo livro, né?! Em Talvez Um Dia, ela disponibilizou as músicas que fizeram parte do livro, ou seja, apaixonei. E nesse livro, temos as pinturas de Owen. Só pra eu me apaixonar ainda mais por ele e por ela haha


Estou quase contatando a CoHo só pra ver se ela quer me contratar como assessora de imprensa dela, porque olha... Nunca falo mal dessa mulher hahaha Espero que tenham gostado e não esqueçam de deixar seus comentários, hein?! Beijinhos <3




Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo