A Mediadora: Lembrança - Meg Cabot

quinta-feira, 28 de julho de 2016
Ano: 2016
Páginas: 422

Editora: Galera Record

Sinopse: Meg Cabot retorna com uma divertida e sexy continuação da saga de Suzannah Simon, a menina que via fantasmas... E os ajudava a passar para a luz Agora, mais velha e experiente, tudo que Suze quer é causar uma boa impressão no primeiro emprego desde sua formatura — e desde o noivado com o Dr. Jesse de Silva, ex-espírito e sua alma gêmea. Como não bastasse, um fantasma de seu passado resolve aparecer. E esse não é um espectro que ela possa mediar. Afinal, Paul Slater está bem vivo, milionário e, ainda por cima, é o novo proprietário da antiga casa de Suzannah. Aquela na qual conheceu Jesse. Isso não seria um problema se ela não tivesse acabado de descobrir que uma antiga maldição poderá transformar seu amado num demônio, caso seu antigo local de descanso seja demolido, como Paul pretende. Agora ela precisa dar um jeito em Paul, que a está chantageando sexualmente — isso mesmo... Ou ela dorme com ele, ou perde Jesse —, enquanto tenta ajudar uma caloura assombrada por uma menininha muito poderosa...

Bom, se você leu a minha resenha de O Pedido: A Mediadora (se não leu, é só clicar aqui) sabe que eu estava morrendo para ler esse livro! Se não leu, vou te contar um pouco da minha história com essa série. Eu iniciei minha vida literária com os livros da Meg Cabot e tenho vários. O primeiro livro que eu li foi A Rainha da Fofoca e logo em seguida, comecei a série A Mediadora. Foi minha primeira série e foi a primeira vez em que fiquei acordada até as três da manhã, com a lanterna do celular, embaixo do cobertor, lendo os livros. Então, além de eu ser apaixonada pelos personagens e pela trama, esses livros me marcaram demais. Sem falar que a minha idade e a da personagem principal, batem. Muito legal hahaha Então, ler esse sétimo volume, era uma obrigação.

Foi o que eu disse na outra resenha: se você leu a série, PRECISA ler esse livro. Se não leu, PRECISA ler tudo de uma vez. Porque é uma das melhores séries da vida haha Os seis primeiros livros são mais do gênero juvenil. Esse último que dá uma crescida, junto com a personagem, mas mesmo assim, vale tanto a pena a leitura, que você está perdendo, se não leu.

Se você não leu nenhum dos livros, não vai entender muita coisa da estória e vai ler alguns spoilers, mas mesmo assim... Eu tentaria a leitura!

Após a formatura, Suzannah conseguiu, finalmente, seu primeiro emprego e agora está noiva de Jesse. A vida dela até parece ter voltado ao normal. Quer dizer, se você não pensar no fato de que ela é mediadora e tem que lidar com vários espíritos durante os dias. E se você também esquecer que seu noivo é um ex-espírito. É, acho que a vida de Suze nunca vai poder ser considerada normal. Só que dessa vez, seu grande inimigo, Paul Slater, piora tudo quando volta a assombrar sua vida e a ameaçar seu futuro com Jesse.
O problema de meu trabalho é que, na realidade - ao contrário de programas de TV como Médium, que são completamente ensaiados, embora tentem se passar como "reais" -, se você simplesmente chega e fala "Oi, estou em contato com o mundo dos espíritos, e sua parente morta quer saber isso e aquilo", as pessoas não começam a chorar de gratidão e agradecem a você por deixar suas consciências em paz.
Elas fogem e depois, às vezes, se forem de natureza litigiosa, voltam com uma equipe de advogados e te processam por lhes causar estresse emocional.
Paul é um mediador que a ajudou muito anos atrás. Só que ao mesmo tempo em que se tornou um grande amigo, também se tornou a pessoa que quis exterminar Jesse da vida de Suze. Além de que tentou ficar com ela à força na formatura do colégio. Depois de várias tentativas, ela ainda não consegue ouvir o nome dele e ficar sem xingá-lo (mais que o normal). O problema é que dessa vez, Paul aparece com uma novidade: ele herdou muito dinheiro de seu avô, assumiu os negócios da família e comprou a antiga casa de Suze, o lugar onde Jesse foi morto, onde eles se conheceram e se apaixonaram.


Até ai, tudo bem. Não havia muito problema em ele ser o dono da casa, ainda mais porque Jesse não tinha intenção nenhuma de viver lá e ter a lembrança de sua morte todos os dias. Porém, Paul a lembra que se a casa for demolida, e será, Jesse pode virar um demônio por causa de uma maldição. Para parecer bonzinho, ele oferece uma forma de salvar a casa: ela tem que sair para jantar com ele. E ela tem que ser a sobremesa. Sim, Paul Slater quer que Suze se entregue para ele em troca da casa intacta.

Enquanto Suze decide o que fazer para se livrar de Paul e tentar quebrar a maldição, ela tem que lidar com o espírito de uma garotinha de nove anos que vive grudada em uma caloura da escola em que ela trabalha. E tem que se virar para conseguir tranquilizar a garota, pois a menina é extremamente poderosa e não desperdiça uma oportunidade de tentar matar Suzannah.
- Não mais que já faço, é claro. Suzannah, o que você está vestindo?
Olhei para mim mesma.
- O quê, isto? É uma saia.
- O Comprimento não é nada modesto.
- Está falando sério? O comprimento é modesto, sim. E isto aqui embaixo da saia é uma legging. O senhor deve conhecer, existe desde que o senhor nasceu; um período também conhecido como Idade Média.
Agora, ela tem que lidar com um espírito furioso e um imbecil que está tentando arruinar seu noivado. E claro, ela pretende cuidar de tudo isso sem que Jesse se envolva. Afinal, agora que ele é um ex-espírito, pode ser preso e pegar uma pena muito longa, arruinando a vida de casado dos dois e prolongando ainda mais a tão esperada noite de núpcias...


Eu juro que fiquei procurando um ponto ruim do livro, um ponto negativo, uma palavra escrita errada, qualquer coisa, só para não parecer que eu estou puxando um saco imenso desse livro. Mas não consegui encontrar nada. Eu simplesmente sou apaixonada pela Meg, pela Suzannah e pelo Jesse. Então quando os três se juntam, eu fico boba hahaha

Brincadeiras a parte, é sério isso. Eu realmente procurei alguma falha no livro, qualquer coisa, mas ele foi super bem construído e não consegui achar nenhuma falha. Pelo menos nenhuma que ficasse escancarada. Sem falar que a construção dos personagens quase me deixou emocionada haha Porque eles são exatamente aquilo o que eu lembrava. Suzannah continua sendo irônica, boca suja e uma garota forte, enquanto Jesse ainda é aquele bobo apaixonado, com seus costumes de outro século, mas que deixa qualquer pessoa apaixonada por ele. E Paul... Bom, Paul continua sendo um babaca haha

Eu só tenho como indicar cada vez mais o livro, sem falar que eu amei a capa. É bem diferente dos primeiros volumes que eu tenho que são muito mais simples. A diagramação do texto continua a mesma e só me fez ficar mais caidinha por ele. E, ah, é impossível começar a ler esse livro e não devorá-lo de uma vez.

Espero que todos possam ter a oportunidade de ler essa série e se apaixonar por eles como eu me apaixonei! Nem preciso dizer que eu super recomendo, né?! Não se esqueçam de deixar seus comentários aqui no blog!!! Beijinhos <3




Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
1 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

1 comentários:

  1. Oi, Mari!
    Gente, sete livros me brocha um cadinho. Essa série tem sorte porque eu sempre quis ler.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo