A Bibliotecária - Logan Belle

quarta-feira, 27 de julho de 2016
Ano: 2013
Páginas: 283
Editora: Record

Sinopse: A jovem Regina Finch acaba de chegar a Manhattan para trabalhar na Biblioteca Pública de Nova York. Mas o que parecia ser a promessa de uma rotina tranquila em meio a clássicos da literatura logo se revela um irresistível jogo de sedução quando ela conhece o envolvente Sebastian Barnes, investidor da instituição e um dos homens mais cobiçados da cidade, que fica obcecado pela beleza da bibliotecária. A até então ingênua Regina se entrega a um crescente e selvagem desejo que parece consumi-la mais a cada dia, uma paixão que despertará na jovem sensações jamais imaginadas.


Essa resenha só existe, por causa da Mônica (Leitora Cretina)! Porque essa menina faz as listas dela de desejados ou de próximas leituras e eu acabo pegando vários iguais haha Juro, minha meta de leitura deve ser praticamente igual a dela, porque olha...

Mas enfim, depois de me interessar pelo livro quando ela postou lá no blog, eu acabei pegando para ler. Tudo bem que demorei um tempão para fazer a leitura, mas consegui! Como dá pra perceber pela capa e sinopse, o livro se trata de um New Adult e que promete levar todo mundo à loucura.... Será que conseguiu?


Regina Finch é uma jovem que se mudou para New York para poder seguir seu sonho: ser bibliotecária da melhor biblioteca que conhecia, a Biblioteca Pública. Estudou para exercer esse cargo e tinha certeza que passar os dias ao lado de todos aqueles livros iriam deixa-la extremamente feliz. Porém, quando chegou para fazer a entrevista, descobriu que a vaga não era para bibliotecária e, sim, para trabalhar em um dos balcões de atendimento. Em um primeiro momento, ficou chateada, porém só de estar lá dentro já seria um passo para realizar seu sonho.

Logo nos primeiros dia, aprendeu que a biblioteca sobrevive por doações e muita ajuda de pessoas ricas. Uma das principais famílias que ajudavam, era a família Barnes. Tanto que até havia uma sala especial reservada para eles, onde só pessoas que tinha acesso à chave, poderiam usar. Claro, ela não tinha essa permissão. Porém a curiosidade falou muito mais alto e Regina tentou entrar na sala e ver o que tinha lá dentro de tão especial... Ela nunca esperava encontrar o que encontrou.


Assim que abriu a porta, encontrou um homem tendo relações com uma mulher. Dentro da sala. Dentro da biblioteca! Ela ficou sem reação, só conseguia encarar o que estava acontecendo ali e aquele homem magnifico. Começou a duvidar que a sala era assim tão privada. Até que o tal homem a viu parada na porta. Ao invés de parar, ele sorriu e parece que ganhou mais vontade para continuar o que estava fazendo. A encarando o tempo inteiro.

Depois de sair correndo, sem nem olhar para trás, Regina tinha certeza que nunca mais pisaria dentro daquela sala. E se ela encontrasse esse homem novamente? Será que ele ia pensar que ela queria a mesma coisa que essa mulher? Era melhor se manter afastada.

O problema real começa quando ela é chamada para uma reunião e conhece Sebastian Barnes, o diretor do conselho. E pra piorar, o homem que ela havia visto naquela sala. Durante toda a reunião, Regina não sabe se pisca ou se respira. Tudo parece muito difícil quando olha para aquele homem e lembra do que havia visto no dia anterior. E para piorar, percebe que Sebastian tem muito interesse nela...


Bom, nem preciso dizer que é uma trama bem clichê e passada, né?!

Eu estou acostuma a ler estórias assim e até gosto de ver como cada autor faz a sua mudança na trama, porém esse livro conseguiu me decepcionar bastante. Não sei ao certo o motivo, mas eu achei bem fraco. Por ser clichê, você já começa o livro sabendo como ele vai terminar, até ai, ok. Eu já esperava por isso, mas não teve um momento em que eu me surpreendi ou que eu falasse “nossa, isso é novo”, “isso é legal”, “não teria pensado nisso”... Nada.

Sem falar que eu pensei que a estória se passaria na biblioteca, pelo menos a maior parte. E não é exatamente assim. Sem falar que eu não consegui criar uma conexão com Regina nem com Sebastian. Eles foram só mais uns personagens e que foram esquecidos assim que eu terminei a leitura.

Eu bem que gostaria de escrever alguma coisa super positiva aqui, mas não sei se eu recomendo esse livro pra vocês. Acaba ficando por conta e risco de cada um haha

Não esqueçam de deixar aqui seus comentários e pensamentos, ok?! Beijinhos!



Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
6 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

6 comentários:

  1. Oi, eu sinto o mesmo em relação ao livro. Não consegui gostar de absolutamente nada nele, tanto que acabei abandonando-o. Achei a personagem fraca demais, se entregava muito rápido e minha vontade de continuar a história acabou sendo minada. Infelizmente não gostei :/
    Abraços! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari!
    Ainda bem que não perdi tempo lendo esse livro hahahha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olá!!
    Sinceramente eu fiquei em dúvida porque o livro chama "A Bibliotecária", se fosse "O Fotógrafo" faria mais sentido! Hahah.
    As nossas leituras são tão parecidas! Amo <3

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  4. Oi Flor! Na verdade, não me interesso por esse livro - só de olhar pra capa - não que estou julgando só que o título nem a capa me fizeram ter vontade de ler e principalmente: não ouço ninguém comentar dele... Então resolvi ver a resenha e amei! Não vou ler o livro provavelmente kkkkk mas amei suas palavras, seu jeito de descrever é incrível, tão natural que até imagino você kkk sabe como - de vez enquando damos uma voz para os personagens do livro... Tô falando de mais... Desculpa... Amei o Post de verdade!
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  5. Oláá Mari
    MIGA SUA LOKA! Pq me torturar assim em?! Agora não sei se leio ou não!
    Ai 100or me socorre despois dessa resenha não tô bem não! kkkk
    Me dá um help no inbox, pq foi tu q me levou e me fez ficar em cima do muro poxa u.u aoksoapkspo
    Bjoos


    Jovem Literário

    ResponderExcluir
  6. Oiiii Mari!!
    Gostei muito da sua resenha hahah Agora eu já sei que devo passar longe desse livro ai ahhaha

    Será que as editoras não tão cansadas de publicar mais do mesmo? ahha SÉRIOOO, chega de colocar os homi nesse pedestal de 8 maravilha do mundo haha #prontofalei kkk

    Um beijooo,
    Paloma
    surewehaveablog.com.br

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo