Como Eu Era Antes de Você

terça-feira, 28 de junho de 2016
Sinopse: Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.


Já vou começar mandando a verdade pra vocês. Quando li o livro, há um tempo atrás, eu não chorei. Aliás, não passei nem perto de derramar uma lágrima por essa estória. Eu achei bonita, legal, triste e tudo isso, mas não foi o suficiente para me emocionar de verdade. Tanto que todo mundo que leu, me achou um alien. Mas tudo bem, a vida passa e continua, até que chega no filme.

E o filme... Ah, esse filme! Apesar de o livro sempre ser melhor, foi o filme que conseguiu me emocionar. Tudo pareceu mais real, eu me envolvi mais com os personagens e senti a dor deles. Eu achei um tanto parecido com o livro, não consigo fazer uma grande crítica negativa quanto a isso, mas alguma coisa ali deu um toque de realidade que me derrubou por completo. Talvez eu esteja mais emotiva, o que também estou, mas mesmo assim... Ficou lindo!

A trama do filme quase todo mundo já sabe, né?!

Louisa Clarck é uma garota de 26 anos que acaba de ser demitida de seu emprego. Como sua família sofre com a falta de dinheiro, já que eles são em cinco pessoas e apenas Lou trabalhava, ela precisa desesperadamente encontrar um novo lugar para trabalhar. Depois de muitas tentativas, ela encontra uma vaga para ser cuidadora de um homem tetraplégico. Resolve tentar, já que o salário é muito bom e ela não pode ficar parada.

Porém, ela se surpreende ao chegar na casa e descobrir que ele é jovem e muito bonito, pois esperava por uma pessoa mais velha. Will se mostra como uma pessoa difícil de lidar. Antes de ficar preso a cadeira de rodas, era uma pessoa ativa e que gostava de viver. O fato de não conseguir fazer mais nada sozinho, o torna muito amargo e triste.



Aos poucos, os dois vão se conhecendo melhor e eles aprendem como é viver a vida de cada um, já que eles vem de realidades diferentes. Will sempre teve dinheiro e conheceu muitos lugares antes de se acidentar, mas Lou sempre ficou presa naquela cidade e não tinha a mínima noção se conseguiria sair de lá um dia. Os laços entre eles vão ficando mais fortes e acabam se apaixonando. Mas ele tem outros planos para seu futuro e é um que não conta com Lou em sua vida...


Provavelmente a maior parte das pessoas que passarem por aqui, já leram outras resenhas, já leram o livro ou já assistiram o filme haha Eu dei uma pequena enrolada para postar essa resenha, mas chegou a hora dela :)


Comparando o livro com o filme, eu achei tudo bem parecido. A essência do livro, da trama, foi passada de uma forma divertida e emocionante. No cinema, eu não fiquei com raiva ou com cara de ué tentando adivinhar o motivo de alguma cena estar acontecendo, sabe?! haha A trilha sonora, os atores, a atuação deles, na minha opinião, foi tudo perfeito.

Os atores foram perfeitos. Sério. Eu me apaixonei pela atuação deles. Eu olhava para a Emilia Clarke e via a Lou que eu imaginei do livro. As tiradas dela, as roupas, o jeitinho... Tudo ficou ótimo. Mesmo o Sam Claflin... Vamos combinar que gravar um filme sem se mexer deve ser muito complicado. Eles conseguiram me fazer rir, chorar e me emocionar com uma estória que eu já conhecia.


Gostei tanto do que fizeram com essa adaptação, que eu estou louca para assistir de novo e de novo e de novo...

E vocês, já assistiram ou pretendem assistir? Me conte o que acharam :) Beijinhos.



Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
4 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

4 comentários:

  1. Oi, Mari!
    Bate que é a gente que não chorou lendo o livro. Eu me senti meio sei lá, mas não chorei.
    Eu curti muito a adaptação, apesar de alguns detalhes.
    Pra mim, Will e Lou são mais amigos que dois apaixonados.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  2. Olá, Mari!
    Faltam até palavras para escrever quando a gente gosta tanto de uma coisa, né? <3
    Vou postar o meu post sobre o filme hoje também! Eu adorei tudo o que você falou e tive reações bem parecidas.
    Sabe uma coisa que a Iza falou no blog dela e eu concordei? Faltou a cena da tatuagem da Lou e do Will.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  3. Por incrível que pareça ainda não assisti o filme. Como vc não se emocionou com o livro!? kkk eu chorei no final! Foi triste, queria que o final fosse diferente... Enfim, amei o post <3

    ResponderExcluir
  4. Oláá Mari
    Nossa, eu preciso ler este livro urgentemente e assistir ao filme, ainda mais depois deste post né?! AI MEU CORE, ARRASOU!!!!
    Bjoos

    Jovem Literário

    ResponderExcluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo