A Febre - Megan Abbott

quinta-feira, 3 de março de 2016
Ano: 2015
Páginas: 272 
Editora: Intrínseca

Sinopse: Na Escola Secundária de Dryden, Deenie, Lise e Gabby formam um trio inseparável. Filha do professor de química e irmã de um popular jogador de hóquei da escola, Deenie irradia a vulnerabilidade de uma típica adolescente de 16 anos. Quando Lise sofre uma inexplicável e violenta convulsão no meio de uma aula, ninguém sabe como reagir.Os boatos começam a se espalhar na mesma velocidade que outras meninas passam a ter desmaios, convulsões e tiques nervosos, deixando os médicos intrigados e os pais apavorados. Os ataques seriam efeito colateral de uma vacina contra HPV?
Envoltos em teorias e especulações, o pânico rapidamente se alastra pela escola e pela cidade, ameaçando a frágil sensação de segurança daquelas pessoas, que não conseguem compreender a causa da doença terrível e misteriosa.

Eu já estava namorando esse livro há algum tempo. Não queria ler pelo celular de jeito nenhum, porque depois de ler a sinopse, achei que seria bom demais para não ter o exemplar.

Só que com a falta de money, acabei lendo no celular mesmo, já que a curiosidade era maior que tudo. O problema é que me senti tão chateada com esse livro que não sabia nem se iria conseguir terminar.

A capa chama atenção, a trama é muito boa e o fato de ter sido inspirado em um surto que aconteceu de verdade, me fez pensar que seria um livro maravilhoso, cheio de reviravoltas e tentativas para acertar qual era o motivo desse surto com as meninas... Só que não é bem assim.

O livro nos conta essa loucura em três pontos de vista: Deenie, Eli e Tom.

Deenie é uma garota tranquila e que não tem muito do que reclamar de sua vida. Tudo acontece sem muitos problemas: vai para a escola, trabalha, e vai para casa. Vive com seu irmão, Eli, e seu pai, Tom, depois que sua mãe abandonou os três. Só que a vida da garota muda depois de ver uma de suas melhores amigas enlouquecer no meio da sala de aula e ter uma convulsão.

O jeito com que a amiga, Lise, se contorceu, o jeito que seus olhos abriram... Ela nunca havia visto nada tão estranho na vida. O jeito com que ela caiu no chão foi o pior. O corpo dela fazia movimentos que pareciam impossíveis.


Lise foi levada as presas para casa, onde teve outra crise e foi acabar no hospital. Quando Deenie entrou no quarto para visitá-la, naquele mesmo dia, percebeu que sua amiga estava diferente. Não era Lise. Não podia ser. Ela estava com uma expressão diferente, um jeito estranho e um machucado horrível na testa. Aquela não era sua amiga...

Tendo que lidar com toda aquela situação, no dia seguinte, foi a vez de sua outra melhor amiga, Gaby, passar mal. No meio de uma apresentação, enquanto tocava, a garota começou a mexer a cabeça de forma estranha, em um ângulo que não parecia humano. E ao mesmo tempo falava que estava bem, mas era óbvio que alguma coisa estava acontecendo.

Conforme os dias foram passando, outras garotas foram tendo sintomas parecidos. A forma como elas se mexiam, alucinações, o surto estava transformando as garotas e a cidade inteira.

Pela visão de Tom, podemos perceber que os pais estão cada vez mais desesperados e procurando uma solução para esse problema. Tentando descobrir qual a causa para que as garotas sofressem com esse surto.

"Havia o clamor sombrio de pais ansiosos encontrando outros pais ansiosos para ficarem ainda mais ansiosos juntos."

Claro, existem possíveis motivos: uma vacina que as garotas tomaram contra HPV poderia ter tido um lote ruim ou até mesmo o lago da cidade, que estava impróprio para uso. Várias razões são levantadas, mas só uma estará certa... Será que você consegue adivinhar qual é?

Não.

Sério, se alguém adivinhou me conta como e quando, porque eu achei tão ridículo, tão idiota, tão sem noção a causa do surto, que eu to tentando entender o motivo da autora ter feito isso. Sério. Indignada.

Eu sei que é um livro para adolescentes, com dramas adolescentes e tudo o mais, mas nada disso justifica o final do livro. Foi tão fraco que fiquei decepcionada.

Tudo bem, deixa eu ir aos poucos...

Desde o começo, a escrita não me cativou. Ela não me prendeu em momento algum e achei que o livro se arrastou. Eu lia várias páginas e parecia que não saia do lugar. Também achei desnecessário o ponto de vista de Eli. Não faria diferença nenhuma se tirasse os capítulos dele, que só serviram pra deixar o livro mais confuso.

Algumas cenas me deixaram na dúvida se estava realmente acontecendo ou se era alguma alucinação dos personagens. E até agora eu não sei a resposta para isso. A trama é ótima, mas não foi aproveitada.

Só fiquei animada no final do livro, quando vai chegando perto da revelação mesmo e ai... A razão foi péssima, muitas perguntas ficaram sem resposta e não foi um final satisfatório. Parece que arrancaram as últimas páginas do livro antes de publicar.

Não é um livro que eu recomendo, porque só me deu sono e decepção. Espero que alguém tenha gostado, mas para mim não deu nada certo! 

Comentem a opinião de vocês e espero que vocês tenham mais sorte do que eu. Beijinhos :)



Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
10 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

10 comentários:

  1. Oi, Mari!
    Nossa, primeira resenha negativa que vejo desse livro. Eu ainda quero ler porque foi baseado em história real.
    Se não me engano, a MTV vai produzir uma série baseada nesse livro.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio do livro Marianas | Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      É, eu também não tinha visto nenhuma resenha negativa dele... Fiquei triste ):
      Ah é?! Não estava sabendo disso :O
      Espero que a série fique melhor que o livro então!
      Beijinhos

      Excluir
  2. Oi!

    Não conhecia esse livro, mas a sinopse não me chamou atenção e depois de ler a sua resenha está totalmente descartado rsrs
    Gostei do seu modo sincero de escrever.

    beijos
    http://infinitudedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lurdes!
      Olha, esse livro foi uma decepção pra mim, viu?! Uma pena!
      Ah obrigada :)
      Beijinhos

      Excluir
  3. Olá!!
    Menina, que layout lindo é esse?? AMEII!!
    Eu gostei muito da capa do livro, mas uma pena que você não curtiu.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own obrigada <3
      Ah eu também adoro a capa viu?! Bem que o livro poderia ter sido tão bom quanto hahaha
      Beijinhos

      Excluir
  4. Que resenha maravilhosa!
    Preciso ler ♥

    Beijos
    http://vestibulandaguerreira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Mari, tudo bem flor?

    Menina jura que livro que essa decepção toda? por essa eu não esperava, lembro que Sarah me disse que tinha lido algumas criticas bem ruim sobre o livro, mas pensei que ela estava exagerado, o que é uma pena!Infelizmente nos gastamos tempo lendo, e quando a leitura e uma decepcionante e pior ainda! Levanta as mãos por céus e agradecer por não ter comprado HAHAHAHAHA fiquei curiosa para saber o motivo das tais crises, em conta depois se puder.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ingrid!!!
      Olha, pra mim foi bem ruim! Pelo menos a Sarah ainda viu resenhas negativas, porque nem isso eu vi e fui esperando um super livro ):
      Ah conto sim, pode deixar hahaha
      Beijinhos

      Excluir

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo