Jurassic World – O mundo dos dinossauros

terça-feira, 23 de junho de 2015

Distribuição: Universal Pictures
Duração: 150 minutos

Sinopse: 22 anos após os acontecimentos de Jurassic Park, na Ilha Nublar, foi inaugurado um novo parque de dinossauros, realizando o sonho de John Hammond (Richard Attenborough). O parque é intitulado de "Jurassic World"e é administrado pela Masrani Global, empresa do bilionário Simon Masrani (Irrfan Khan) que comprou a InGen após os dois Incidentes na Nublar e em San Diego. O novo parque, depois de 10 anos funcionando, alcança a marca de 10 milhões de visitantes. Entretanto, com o passar do tempo, o público se cansa dos mesmos dinossauros. E é aí que a equipe de geneticistas liderada pelo Dr. Henry Wu (B.D. Wong) resolve criar uma nova atração, algo que trouxesse de volta o interesse do público. A nova atração é um dinossauro híbrido que mistura os DNAs do Carnotauro, do Majungassauro, do Rugops e do Giganotossauro. É o Indominus Rex.


Vou ser sincera aqui. Eu não gosto muito da primeira sequência de filmes do Jurassic Park então fui assistir esse filme porque tinha saído com os meus amigos e estava todo mundo com um fogo pra assistir o filme e ai, fui. Saí do filme muito feliz de que meus amigos me levaram para assistir <3

Após tantos anos, o Jurassic Park, agora Jurassic World, localizado na ilha Nublar, está novamente aberto para visitações, com vários shows acrobáticos e atrações em que se pode andar do ladinho dos dinossauros. Uma das responsáveis pelo parque, Claire Dearing, convida seus sobrinhos, Zach e Grey Mitchell para passar um tempo no parque. Ela, supostamente, deveria cuidar dos dois e acompanha-los em todos os passeios, porém, como a pessoa ocupada e preocupada com o parque que ela é, ela acaba deixando essa função de lado. Afinal, ela realmente tem coisa mais importante para se preocupar, como a nova atração do parque. Um dinossauro híbrido que mistura o DNA de muitos outros Dinossauros, o Indominus Rex.


O que ninguém esperava é que esse novo dinossauro é extremamente inteligente, cruel e sanguinário. E é quando ele foge de sua jaula, que descobre um novo hobby, matar. Para resolver essa situação, Owen Grady (Chris Pratt <3) é chamado para usar suas técnicas de treinador de Velociraptors para conseguir parar essa nova atração. E acho que nem preciso dizer quais são as pessoas que se ficam longe de todos e se dão de cara com o monstro né? Isso, Zach e Grey.


É um filme muito dinâmico, com várias menções ao filme antigo e muito, muito, mas muito tenso. Fiquei o tempo inteirinho tensa na cadeira e pensando “MEU DEUS, toda hora acontece uma coisa ruim, qual será a próxima?”. É gostoso de assistir, pois você não sente o tempo passar e praticamente se sente dentro do parque, já que os efeitos especiais não deixaram os dinossauros com aquele ar fake que você olha e fala “caramba, isso foi o melhor que vocês conseguiram fazer?”, não. Eles ficaram bem reais e dá até para se emocionar com eles em algumas partes do filme. Ok, eu odeio que bichinhos se machuquem, então eu me emocionei de verdade tá? hahahaha E claro, ficou a deixa para uma continuação. O que eu acho sobre isso? Eu não acho que seria legal uma continuação. Esse deu tão certo, super certo, extremamente certo, que eu tenho certeza que vão estragar com continuações. Mas né, quem sou eu para dizer alguma coisa sobre isso hahaha 


Mari Zavisch
23 anos. Estudante de jornalismo, amante de livros e fotografia. Harlan Coben é meu amorzinho literário e me apaixono por qualquer personagem de livros ♥
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Galáxia dos desejos, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo